Telcos

"Quem realmente tem toda a legitimidade para se sentir defraudada nas expectativas com que se apresentou a concurso e se preparou para este contrato é, tão só, a NOS", defendeu a empresa em relação à recomendação da ANACOM.

A empresa afastou os rumores de um eventual aumento de capital e confirmou os planos de desalavancar o balanço. Acrescentou que não irá procurar "novas oportunidades de fusões e aquisições significativas".

A solução 'mSign' dispensa a presença de quem assina, o papel, a utilização de um computador e uma 'pen usb' ou um leitor de cartões.

A insolvente ESI pede ao Tribunal do Luxemburgo que decrete nulo o pagamanto do papel comercial em fevereiro de 2014. O argumento invocado é o de que, como a ESI já estava falida à data, não podia ter pago o papel comercial à PT SGPS. A Pharol vai contestar pois não é devedora a qualquer título da Espirito Santo International.

A Alope e a ATM acreditam que houve “venda fraudulenta”.

O resultado líquido da empresa de telecomunicações atingiram os 105,5 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano e as receitas aumentaram 3,4% para 1.162,5 milhões de euros.

Num painel, lado a lado com a CEO da Altice Portugal, Claudia Goya, Combes disse que a proposta da aquisição "é um passo importante para nós, para a Media Capital e para Portugal como país".

O acordo entre as empresas está a ser visto como uma forma de competir como os gigantes Verizon Communications e AT&T Comcast Corporation.