InícioPosts Tagged "Nasdaq"

A atenção está presa nas contas dos empresas relativas ao final de 2017, mas ainda é difícil perceber o impacto das mudanças nos impostos para as ações norte-americanas.

Com a época de resultados a animar os índices norte-americanos, o Dow Jones tocou novos máximos e registou a passagem mais rápida de sempre entre mil pontos. O dólar segue a valorizar face às principais pares.

As bolsas abriram com ganhos, mas é mercado de dívida que está em destaque, depois de os juros das Treasuries a dois anos a ultrapassarem a barreira psicológica dos 2% pela primeira vez desde setembro de 2008.

O setor energético esteve em destaque esta quinta-feira, com as fortes valorizações no mercado petrolífero. As principais bolsas nos EUA voltaram ao verde e fecharam a renovar máximos.

As principais bolsas norte-americanas iniciaram a sessão com ganhos, o dólar valoriza face ao euro e os preços do petróleo continuam em máximos desde dezembro de 2014.

As yields das Treasuries a 10 anos sobem para 2,6%, tendo tocado máximos de 10 meses, enquanto o índice de volatilidade VIX subiu dois pontos dos mínimos históricos onde estava para 8,56.

Depois de uma sessão tranquila esta segunda-feira, o S&P 500 e o Dow Jones aproximam-se de novos máximos, com o foco dos investidores já na época de resultados, que começa no final desta semana.

Os investidores estão a tomar mais-valias enquanto esperam pela última 'earnings season' de 2017, que começa já esta sexta-feira com os bancos JP Morgan e Wells Fargo e com a gestora de ativos Black Rock.

Segundo o economista chefe de mercados da First Standard Financial, os investidores norte-americanos estão a tomar mais-valias, depois de terem estabelecido o tom 'bullish' do ano.

O principal índice bolsista, o Dow Jones Industrial Average, fechou a subir 0,4%, para 24.824,01 pontos, enquanto o NASDAQ Composite fechou acima dos 7.000 pontos, pela primeira vez.