Wall Street em alta, foi a vez das tecnológicas

Bolsa de Nova Iorque em alta graças às FAMAG (Facebook, Amazon, Microsoft, Apple e Google) e à banca. Petrolíferas em queda arrastadas pela descida do preço do petróleo.

As ações das grandes empresas tecnológicas – FAMAG (Facebook, Amazon, Microsoft, Apple e Google) – animaram Wall Street. O Nasdaq subiu 1,42% para os 6.239,012 pontos.

As ações da rede social Facebook subiram 1,48%; o site de compras online Amazon valorizou 0,76%; a Apple registou uma subida de 2,86%; a Microsoft 1,24% e o Google (a Alphabet) ganhou 1,73%.

Por sua vez o Dow Jones marcou voltou a marcar máximos e aumentou 0,68% para 21.528,99 pontos e o S&P 500 fechou com ganhos de 0,82% para 2.453,07 pontos.

A Apple foi o título que mais subiu também no Dow Jones, seguido da banca. O JP Morgan e o Goldman Sachs que ganharam 2,12% e 1,97%, respectivamente. Os títulos que mais caíram nesta segunda-feira foram os da empresa Travelers (-0,93%), da petrolífera Exxon Mobil que perdeu 0,90% e da petrolífera Chevron que caiu 0,81%.

Hoje não houve dados macroeconómicos relevantes. Os temas mais significativos do dia foram europeus, a vitória de Macron nas legislativas e o início das negociações para o Brexit.

A empresa de consultoria Oliver Wyman estima que a Amazon se tenha tornado a maior ameaça estratégica para o comércio de ‘retalho’ tradicional depois de comprar a cadeia de supermercados Whole Food Market por quase 14.000 milhões de dólares.

No mercado de câmbio, o euro caiu 0,44%, para 1,1149 dólares. Por sua vez o petróleo West Texas caiu 1,45%, para 44,09 dólares, enquanto Brent barril caiu 1,06%, para 46,87 dólares.

 



Mais notícias