Volkswagen junta-se a startup de Silicon Valley para fabricar carros autónomos

A companhia automóvel alemã juntou forças com a Aurora, uma das melhores startups de Silicon Valley, para investigar e produzir, quanto antes, carros completamente autónomos.

A Volkswagen formou uma parceria com a tecnológica de Silicon Valley Aurora, para, segundo o Financial Times (FT), investigar como os tradicionais fabricantes automóveis poderão adaptar-se à futura realidade de colocar carros autónomos nas estradas.

Até 2021, a empresa alemã prepara-se para lançar uma frota de veículos autónomos em diversas cidades e, ainda este ano, tem previsto testar já no asfalto veículos com tecnologia ‘self-driving’. A Aurora, criada por Chris Urmson, um antigo responsável do departamento de veículos autónomos da Google, será parte essencial nesses testes.

Os detalhes financeiros da parceria não foram revelados, mas, de acordo com o FT, a Volkswagen prevê gastar mais de 34 mil milhões de dólares nos próximos cinco anos no fabrico de carros autónomos e elétricos.

A parceria concentra-se no desenvolvimento de uma frota de veículos autónomos da Volkswagen, que poderão ter comando ‘on-demand’ e ser utilizados em serviços de transporte (como um serviço de táxi), que a empresa alemã quer oferecer em todo o mundo. Com este acordo, a companhia alemã estabelece uma ligação com uma das melhores tecnológicas de Silicon Valley, pioneira no desenvolvimento de veículos autónomos.

A Aurora foi co-criada em 2017 por Urmson, Sterling Anderson, antigo chefe de testes da Tesla, e pelo professor de robótica Drew Bagnell, o responsável pela criação da unidade de carros autónomos da Uber.

Ao trabalhar diretamente com a Volkswagen, um gigante mundial na produção automóvel, a Aurora retira desta parceria a vantagem de colocar mais rapidamente nas estradas carros completamente autónomos, o que aumenta as suas possibilidades de conseguir licenciar o softaware da tecnoloógica junto das entidades reguladoras.





Mais notícias