União Europeia financia construção de bordel … sem saber

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, é contra "copos e mulheres", mas a história de um bordel na fronteira checo-alemã tornou-se pública através do canal de televisão alemão 'MDR-exakt'.

Alessandro Bianchi/Reuters

Uma pensão em Pomezi, uma aldeia na República Checa, recebeu um financiamento de 40 mil euros da União Europeia, alegadamente para modernizar as suas instalações.

Hoje, a “pensão” chama-se Party Night Club e, depois da “modernização” das instalações, transformou-se num bordel, como conta uma investigação do canal de televisão alemão ‘MDR-exakt’

Bruxelas está agora a investigar a situação, para perceber se algum funcionário da Comissão Europeia estava ocorrente do verdadeiro destino da verba.

O requerente do financiamento, a empresa responsável pelo edifício, já recebeu uma notificação que solicita a devolução da verba na sua totalidade, tratando este caso como um caso de corrupção.

Os subsídios na República Checa são pagos primeiros e o destino do dinheiro é verificado em último. Por essa razão, o deputado alemão da CDU  Peter Jahr atribuiu as culpas ao sistema checo, pedindo uma mudança de rumo. “Este caso mostra claramente que as inspecções devem ser feitas em primeiro lugar, e que se forem feitos em segundo lugar haverá sempre tentativas de enganar”.



Mais notícias