Turismo: INE revela hoje números de julho. Mercado interno pode aumentar contributo

A análise do Instituto Nacional de Estatística (INE) à atividade turística no nosso país, referente ao passado mês de julho, deverá corroborar o ciclo positivo e a trajetória ascendente que temos vivido.

Os principais índices da atividade turística em Portugal serão hoje revelados pelo INE, sendo expectável que continuem a apontar para uma forte procura dos mercados emissores tradicionais, estando por confirmar se a Alemanha, em destaque em junho último, se mantém como líder.

Recorde-se que em junho, a hotelaria registou 2,1 milhões de hóspedes e 5,9 milhões de dormidas, correspondendo a variações de 8,5% e 8,0% (7,0% e 6,5% em maio, respetivamente).

Os proveitos continuaram a aumentar (+18,3%), em nível semelhante ao do mês anterior (+18,5%), tendo atingido 350,4 milhões de euros. Os proveitos de aposento atingiram 258,3 milhões de euros e apresentaram um crescimento de 20,3% (+20,2% em maio).

O mercado interno recuou 0,2%, interrompendo a tendência crescente (+3,8% em maio), enquanto os mercados externos aceleraram (+11,2% face a +7,2% em maio).

Mas tendo em conta a preferência dos portugueses em agendar as suas férias para os meses de julho e agosto, tenderá a registar-se um maior contributo do mercado interno. Analisando o semestre, os números mostram que as dormidas de residentes aumentaram 4,3% e as de não residentes cresceram 11,6%.

Ainda em junho, a estada média (2,89 noites) decresceu 0,5%, enquanto a taxa de ocupação-cama (61,3%) aumentou 3,8 p.p.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB