Trump satisfeito com “aumento substancial” de despesa assumido pelos aliados

Trump falou numa conferência de imprensa depois de uma reunião de emergência dos 29 membros da aliança atlântica sobre os contributos financeiros.

O presidente norte-americano, Donald Trump, afirmou-se esta quinta-feira muito satisfeito com o compromisso assumido, em Bruxelas, pelos aliados dos Estados Unidos na NATO de aumentarem “substancialmente” as suas despesas militares, assumindo que na véspera foi “muito firme”.

“Ontem (quarta-feira, primeiro dia da cimeira), fiz-lhes saber que estava extremamente descontente. Hoje, fizemos progressos tremendos. Todos na sala concordaram pagar mais e pagar mais rapidamente, como nunca antes. A NATO está muito mais forte hoje do que há dois dias”, disse.

Uma reunião extraordinária entre os chefes de Estado e de Governo da NATO foi convocada hoje de urgência em Bruxelas para debater o aumento das despesas militares dos aliados, indicaram fontes diplomáticas.

Donald Trump reiterou a necessidade de todos os aliados cumprirem a meta de consagrarem 2% do Produto Interno Bruto (PIB) a despesas em Defesa, uma meta estabelecida na cimeira do País de Gales para o prazo de uma década, considerando “injusto” os Estados Unidos assumirem “quase 90%” dos encargos da Aliança.

“Todas as nações da NATO têm de cumprir o compromisso de 2%, e têm obrigatoriamente de alcançar os 4%”, voltou a defender num ‘tweet’, depois de já ter feito essa exigência na reunião de chefes de Estado e Governo da aliança atlântica na quarta-feira.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB