Trump lança sério aviso à Coreia do Norte: “Paciência estratégica terminou”

Presidente norte-americano avançou o fim da era da paciência com a Coreia do Norte: "programas nuclear balístico desse regime exigem uma resposta determinada".

Ao lado do novo presidente sul-coreano, Moon Jae-In, Donald Trump declarou, esta sexta-feira, nos jardins da Casa Branca, que “a paciência estratégica com o regime norte-coreano terminou. Honestamente, acabou-se a paciência”, noticia a Lusa.

“O nosso objetivo é a paz, a segurança e a estabilidade na região. Mas os EUA defender-se-ão sempre e nós defenderemos sempre os nossos aliados”, frisou, em tom de advertimento, acrescentando que “juntos, enfrentamos a ameaça do regime perigoso e brutal da Coreia do Norte. Os programas nuclear balístico desse regime exigem uma resposta determinada”.

Donald Trump adiantou, ainda, a garantia do país colaborar estreitamente com a Coreia do Sul, o Japão e outros parceiros, a nível mundial, num “conjunto de medidas diplomáticas, económicas e de segurança”, solicitando às “outras potências regionais e todas as nações responsáveis” a união aos esforços norte-americanos, de forma a aplicar as sanções ao regime da Coreia do Norte.

Na quinta-feira passada, foi anunciado, pela primeira vez, punições contra o banco chinês de Dandong, acusado de facilitar transações em prol de empresas comprometidas no desenvolvimento de mísseis balísticos.



Mais notícias