Trump dá novo golpe no Obamacare

Trump retira apoio do Governo Federal às seguradoras que garantia seguro de saúde aos mais desfavorecidos e dá uma nova machadada no Obamacare.

REUTERS/Kevin Lamarque

Depois de ter falhado no seu intento de revogar a legislação de saúde norte-americana, mais conhecida como Obamacare, Donald Trump tem vindo a, lentamente, colocar termo a algumas das medidas implicadas nesta lei. O exemplo mais recente é o fim do financiamento do Governo federal às seguradoras, uma medida que faz elevar os prémios dos seguros, tornando-os inacessíveis a cerca de 20 milhões de americanos de menores posses.

De acordo com o Fiancial Times, foram vários os democratas de topo que consideraram esta medida como um “ato vingativo” que prejudica as famílias trabalhadoras. Exemplos disso foram Nancy Pelosi e Chuck Schumer, líderes dos Democratas na Câmara de Representantes e no Senado, que acusaram Trump de, “em vez de trabalhar para diminuir o custo da saúde para os americanos”, conseguir “sozinho, aumentar os prémios de seguros para os americanos”, conforme afirmaram numa declaração conjunta, citados pelo Financial Times.

O mesmo jornal escreve que, num evento levado a cabo na Casa Branca para marcar a assinatura desta medida, Donald Trump afirmou: “Estou sempre a ouvir ‘revogar e substituir, revogar e substituir’. Bom, estamos a iniciar esse processo, e estamos a iniciá-lo de forma muito positiva”.

Recorde-se quem, durante a sua campanha eleitoral, o fim do Obamacare foi uma das principais bandeiras, com o então candidato a castigar os Democratas por terem aprovado a lei. Desde então, o seu foco mudou-se para dentro do próprio partido, que o atual presidente culpa pela incapacidade de não conseguir fazer aprovar nenhum tipo de legislação de monta, apesar de terem a maioria em ambas as câmaras do Congresso.





Mais notícias