Trabalhadores da PT/Meo voltam a ser recebidos por António Costa

O encontro realiza-se durante o Conselho de Ministros, entre as 10h30 e as 13 horas.

Os trabalhadores e sindicalistas da PT/Meo voltam esta quinta-feira a tentar ser recebidos pelo primeiro-ministro, António Costa, em forma de protesto contra a transferência compulsiva de funcionários para outras empresas. O encontro realiza-se durante o Conselho de Ministros, entre as 10h30 e as 13 horas.

Ainda no dia 21 de julho, houve uma greve geral na PT, convocada pela Comissão de Trabalhadores da PT e pelo conjunto de sindicatos que os representam, devido à transferência de mais de 100 funcionários para as empresas Visabeira, Tnord e Sudtel. Os representantes dos funcionários foram recebidos por um assessor do primeiro-ministro para os assuntos financeiros.

Na altura, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da PT, Jorge Félix, explicou ao Jornal Económico que, no plano jurídico, as entidades darão entrada em tribunal providências cautelares e, no ramo político, decidiram solicitar a intervenção do Presidente da República, do presidente da Assembleia da República, do primeiro-ministro, do ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, dos grupos parlamentares que dão suporte político ao Governo e da Direção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho.

Para o próximo dia 6 de setembro está agendada uma nova reunião, desta vez entre representantes dos funcionários da PT e a CEO, Cláudia Goya, para discussão da estratégia para a empresa e trabalhadores.





Mais notícias