Títulos de dívida: Portugal vai ao mercado para garantir 1.500 milhões de euros

Portugal precisa de um financiamento de 12,5 mil milhões de euros para este ano em termos líquidos, um montante que inclui 2,7 mil milhões de euros de fundos relacionados com a recapitalização da Caixa Geral de Depósitos.

O Estado português tem marcada uma emissão de títulos de dívida de 1.500 milhões euros para a próxima quarta-feira, dia 18 de janeiro. Esta emissão de títulos públicos, que deverão facultar à Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) entre 1250 milhões e 1500 milhões de euros, serão concretizados através de dois leilões de Bilhetes do Tesouro com maturidades a 21 de julho de 2017 e a 19 de Janeiro de 2019.

A entidade que gere a dívida pública portuguesa espera que o financiamento líquido proveniente da emissão de Bilhetes do Tesouro resulte “num impacto nulo”, sublinhando que “será mantida a estratégia de emissão ao longo de toda a curva, combinando prazos curtos com prazos longos”, conforme o programa de financiamento do Estado para 2017.

Ao longo do ano, a entidade liderada por Cristina Casalinho tenciona emitir mensalmente entre 14 e 16 mil milhões de euros em Obrigações do Tesouro.

A última emissão de títulos a seis meses ocorreu em novembro de 2016, através da colocação de 250 milhões de euros no mercado, a uma taxa de juro média de -0,027%. No que diz respeito à emissão a 12 meses, foram emitidos 1250 milhões a uma taxa de juro de 0,005% nessa altura.

 

 




Mais notícias
PUB
PUB
PUB