Theresa May retalia por causa de envenamento de ex-espião e vai expulsar 23 diplomatas russos

Sergei Skripal e a filha foram encontrados inconscientes a 4 de março, num centro comercial em Salisbury, no sul do Reino Unido, vítimas de um ataque deliberado com “novichok”, uma arma química que ataca o sistema nervoso e que é 10 vezes mais poderosa do que o VX.

O Reino Unido vai expulsar 23 diplomatas russos se a Rússia não explicar como é que um agente químico desenvolvido pela antiga União Soviética (atual Rússia) oi utilizado para envenenar um ex-espião russo em solo inglês, anunciou primeira-ministra britânica, esta quarta-feira.

Sergei Skripal e a filha foram encontrados inconscientes a 4 de março, num centro comercial em Salisbury, no sul do Reino Unido, vítimas de um ataque deliberado com “novichok”, uma arma química que ataca o sistema nervoso e que é 10 vezes mais poderosa do que o VX.

Theresa May tinha exigido ao Governo russo que respondesse formalmente, até à meia-noite de terça-feira, às suspeitas da sua participação na tentativa de envenenamento do antigo espião. A primeira-ministra considerou que a Rússia estaria “muito provavelmente” por trás do incidente. Como da Rússia não houve resposta considerada aceitável, o o Reino Unido prepara-se agora para retaliar.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB