Tancos: Azeredo Lopes garante que tem “todo o gosto” em esclarecer Parlamento

PSD e o CDS requereram um debate de atualidade na próxima segunda-feira, com o tema "o alegado furto de Tancos" e para o qual esperam a presença do ministro da Defesa.

O ministro da Defesa disse, esta terça-feira, que tem “todo o gosto” em prestar esclarecimentos na Assembleia da República. Azeredo Lopes reagiu assim aos pedidos do PSD e CDS, que o querem ouvir sobre o furto do material militar dos paióis de Tancos.

“Sou membro de um órgão de soberania e nunca esqueço isso. Independentemente de tal facto, sempre fui à Assembleia quando fui convidado para tal”, disse Azeredo Lopes em Washington, nos EUA, no final de um encontro no Pentágono com o secretário da Defesa norte-americano, James Mattis, citado pela agência Lusa.

Azeredo Lopes frisou que “nunca, em nenhuma circunstância” deixou de ir ao Parlamento quando “convidado”, pelo que afirmou que irá “com todo o gosto, esclarecer o que for necessário”.

O PSD e o CDS requereram um debate de atualidade na próxima segunda-feira, com o tema “o alegado furto de Tancos” e para o qual esperam a presença do ministro. O deputado do PSD, Sérgio Azevedo, justificou que o assunto é “de Estado, de soberania e [que] merece tratamento privilegiado” em sede parlamentar, em declarações à agência noticiosa.

O ministro escusou-se a tecer mais comentários sobre a entrevista que deu ao Diário de Notícias/TSD, na qual disse que em “última instância” poderia não ter existido qualquer furto. “Não vou, nos EUA, comentar uma questão interna. Como sempre disse, acho que basta perceber português para se contextualizar aquilo que eu disse”, considerou.





Mais notícias