Sun Concept vence ‘Chivas The Venture’

A startup portuguesa junta-se agora aos outros 29 finalistas, do resto do mundo, na conquista de um prémio de um milhão de dólares para investirem no seu projeto.

A Sun Concept, empresa de construção naval de embarcações alimentadas a energia solar, venceu a final do concurso “Chivas The Venture”, onde mais quatro startups nacionais apresentaram as suas ideias.

A final decorreu ontem, no Museu da Água, em Lisboa, tendo reunido algumas das maiores referências nacionais ao nível do empreendedorismo social.

Galardoada com um prémio no valor de três mil euros, a startup tem, agora, a oportunidade de representar Portugal naquele que é um dos maiores concursos de empreendedorismo social do mundo.

Mas por enquanto, garante a sua participação numa Semana Aceleradora na Universidade de Oxford, organizada pelo The Skoll Centre for Social Entrepeneurship, na qual participará com os finalistas dos restantes 29 países concorrentes e cuja final decorrerá em julho, em Los Angeles, com um prémio final de um milhão de dólares (935,646 mil euros).

Nuno Oliveira, fundador da Sun Concept, afirma que “este prémio é o reconhecimento da dedicação e trabalho de toda a equipa ao longo dos últimos anos”, acrescentando que a equipa está ansiosa “por conhecer os demais concorrentes internacionais, e por desenvolver ainda mais o nosso projeto”.

Para Jean François Collobert, Diretor Geral da Pernod Ricard, “foi uma final entusiasmante, onde ficámos a conhecer ideias brilhantes e com um enorme potencial. A Sun Concept destacou-se pela sua preocupação com a sustentabilidade e apoio à indústria nacional, e o seu projeto apresenta uma solução inovadora que acreditamos que fará toda a diferença, para muitas pessoas em todo o mundo. O Nuno Oliveira será um ótimo representante do empreendedorismo social em Portugal, na final internacional”.

O segundo lugar foi atribuído a Places4All, uma empresa dedicada à criação e implementação de um sistema de classificação de acessibilidade universal, que recebeu um prémio monetário de mil euros. Este sistema baseia-se numa recolha, classificação e difusão a informação pormenorizadas das condições de acessibilidade física e/ou sensorial dos locais.

No painel de jurados, juntaram-se a Jean François Collobert, Filipe Santos, presidente cessante da Portugal Inovação Social, Fernanda Freitas, jornalista e empreendedora, Miguel Neiva, criador da ColorADD e vencedor da edição anterior em Portugal, e Rafael Alves Rocha, membro do Conselho de Gestão da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE).




Mais notícias
PUB
PUB
PUB