Stephen Hawking responsabiliza governo britânico por crise no sistema de saúde

O físico receia que os dirigentes do Partido Conservador estejam a transformar o sistema de saúde num sistema inspirado no modelo norte-americano e alega que as políticas aplicadas têm procurado a privatização, redução de salários e redução do apoio aos cuidados sociais.

O físico Stephen Hawking responsabilizou o governo conservador britânico pela crise no serviço nacional de saúde do Reino Unido e acusou o ministro da saúde de escolher as evidências científicas que sustentem as suas opções políticas, noticia o The Guardian.

Stephen Hawking receia que os dirigentes do Partido Conservador estejam a transformar o sistema de saúde num sistema inspirado no modelo norte-americano e alega que as políticas aplicadas têm procurado a privatização, redução de salários e redução do apoio aos cuidados sociais.

“A crise no NHS foi causada por decisões políticas”, disse Hawking, citado pelo jornal britânico. “As decisões políticas incluem o subfinanciamento e cortes, privatização de serviços, o limite de salário do setor público, o novo contrato imposto aos médicos jovens e a remoção da bolsa de enfermagem de estantes”.

O físico realça que “falhas no sistema de assistência social privatizada para pessoas com deficiência e idosos também colocaram carga adicional no NHS”.

“O cuidado que recebi desde que fui diagnosticado com a doença do neurónio motor quando era estudante em 1962 permitiu-me viver a minha vida como eu quero, e contribuir com grandes avanços na forma como entendemos o universo”, sublinhou Hawking.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB