Startups portuguesas em busca de investimento entre 1 e 5 milhões de euros

Seia startups nacionais à procura do smart money da Earlybird Venture Capital na primeira WE’BIZ Pitch de 2018.

Infinite Foundry, Infraspeak, TrustNet, Mobiqueue, Magikbee e Streambolico são as seis startups cujo pitch deck foi selecionado por Ravi Kurani (Principal da Earlybird Venture Capital). Os empreendedores responsáveis por cada uma das startups terão sessões one-to-one de 30 minutos com o investidor internacional, para apresentarem os projetos e as suas métricas de desempenho e angariarem tickets de investimento entre 500 mil e cinco milhões de euros.

Trata-se da primeira ronda de investimento organizada pela ANJE – Associação Nacional de Jovens Empresários em 2018 e que decorre amanhã entre as 14h00 e as 17h30, na sua Sede Nacional, no Porto.

Facilitar a captação de investimento das startups portuguesas é a missão das sessões WE’BIZ Pitch, que viabilizam o cumprimento deste desígnio através da organização periódica de rondas de investimento com agentes privados e de capital de risco com intervenção em diferentes ecossistemas empreendedores.

As seis startups selecionadas sobressaíram no leque de empresas candidatas e têm agora uma oportunidade privilegiada para captar financiamento que viabilize o seu fit to market, o primeiro impulso ou a mudança nas estratégias de expansão e scaleup traçadas.

Na opinião de Adelino Costa Matos, presidente da ANJE, “a primeira WE’BIZ Pitch de 2018 traz à Infinite Foundry, Infraspeak, TrustNet, Mobiqueue, Magikbee e Streambolico uma via rápida de acesso ao investimento, ao proporcionar o encontro individual com um investidor que tem muito do ADN destes seis negócios no seu perfil de investimento”. O responsável adianta ainda que “Ravi Kurani procura projetos entre os estágios seed e série A, com produto concluído e aposta vincada em tecnologia digital, características que sobressaem no modelo de negócio e na proposta de valor dos projetos selecionados para os encontros individuais. Esperemos, pois, que esta ronda de investimento organizada pela ANJE possa ser a rampa de lançamento para o scaleup bem-sucedido das startups portuguesas envolvidas”.

A Earlybird Venture Capital conta com uma média inicial de investimentos de 2,5 milhões de euros, sendo a operação mais pequena registada até à data de 250 mil euros e a mais significativa de 10 milhões de euros. Nos últimos 12 meses, o player de capital de risco efetuou 11 novos investimentos e na sua história conta já com mais de 30 exits. Com mais de 750 milhões de euros angariados desde 1997, a Earlybird Venture Capital já levantou seis fundos de investimento e conta com infraestruturas em Berlim, Munique e Istambul.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB