‘Spreads’ das casas não eram tão baixos há quase oito anos

A Caixa Geral de Depósitos, o Crédito Agrícola e o EuroBic alteraram a oferta de crédito à habitação no mês passado. Os “spreads” caíram mais de 5% nesse período.

Konstantin Chernichkin/Reuters

Os spreads do crédito à habitação caíram mais de 5% no último mês em Portugal, fazendo com que os juros não fossem tão baixos há quase oito anos no país, segundo a edição desta terça-feira, 6 de março, do “Jornal de Negócios”.

O jornal comparou as diferentes ofertas de crédito à habitação nos bancos e concluiu que, em fevereiro, a Caixa Geral de Depósitos, o Crédito Agrícola e o EuroBic diminuíram a margem que solicitam no financiamento de compra de imóvel.

“Com as novas regras prudenciais do Banco de Portugal, em principio, os bancos correm menores riscos de incumprimento, o que será uma pressão em baixa nos spreads por duas vias: menos risco e maior concorrência entre bancos”, clarificou à mesma publicação Filipe Garcia, economista da IMF.

A Caixa Geral de Depósitos, que não mexia nestas percentagens há três anos, baixou o valor d 1,75% para 1,50% (tal como o BPI e o Novo Banco), o Crédito Agrícola para 1,75% para 1,40% e o EuroBic 1,65% para 1,49%.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB