Sonae estuda entrada no Brasil com compra da Walmart

Segundo o "Valor Econômico", a Sonae estará a negociar a compra de 100% das operações do Walmart Brasil, que já tinha anunciado estar à procura de parceiros para parte ou a totalidade da operação. O retalhista português não é, no entanto, o único grupo interessado.

A Sonae estará a avaliar a aquisição da Walmart brasileira, divisão do maior grupo de retalho do mundo. As negociações estarão a acontecer através de fundos de private equity, que poderão também entrar na operação com parte do capital, segundo explicou uma fonte próximo do negócio ao jornal brasileiro “Valor Econômico”.

O grupo português não tem atualmente operações no Brasil, depois de ter vendido, em 2006, as 140 lojas que tinha no país por 1,7 mil milhões de reais (equivalente a cerca de 416 milhões de euros). Assim, o negócio poderá constituir uma forma de a Sonae regressar ao Brasil.

Segundo o “Valor Econômico”, a Sonae estará a negociar a compra de 100% das operações do Walmart Brasil, que já tinha anunciado estar à procura de parceiros para parte ou a totalidade da operação.

A Sonae não é, no entanto, o único grupo interessado. Segundo o jornal brasileiro, a gestora de private equity Advent International, o maior fundo de investimento do mundo em consumo, L Catterton, e a gestora norte-americana Acon Investment também estarão na corrida.






Mais notícias