Sentimento económico recua em janeiro na zona euro e UE após máximo de 17 anos

Entre as cinco maiores economias da zona euro, o indicador subiu em Espanha (0,9 pontos), na Holanda (0,9) e na Alemanha (0,6), tendo recuado em França (-2,4) e Itália (-1,7 pontos).

O indicador do sentimento económico recuou ligeiramente, em janeiro, para os 114,7 pontos na zona euro e na União Europeia (UE), depois de ter atingido um máximo de 17 anos, em dezembro, segundo a Comissão Europeia.

Segundo a Direção-geral dos Assuntos Económicos e Financeiros, o sentimento económico desceu 0,6 pontos na zona euro e 0,4 pontos na UE de dezembro para janeiro, ambos para 114,7 pontos.

Entre as cinco maiores economias da zona euro, o indicador subiu em Espanha (0,9 pontos), na Holanda (0,9) e na Alemanha (0,6), tendo recuado em França (-2,4) e Itália (-1,7 pontos).

Nas duas maiores economias fora do euro, o sentimento económico cresceu 5,0 pontos na Polónia, mas recuou 0,7 no Reino Unido.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB