“Se está tão interessado na Venezuela, aqui estou eu”: Maduro quer encontrar-se com Trump

Nicolás Maduro pediu ao ministro dos Negócios Estrangeiros que faça o necessário para que possa encontrar-se com Donald Trump.

O presidente da Venezuela durante um discurso, realizado ontem, perante a os membros da Assembleia Constituinte, cuja existência não é reconhecida pela União Europeia, fez o seguinte pedido: “Faça o necessário, senhor ministro dos Negócios Estrangeiros, para que eu tenha uma conversa com Donald Trump. Faça o necessário para que eu possa ter uma conversa telefónica com o presidente Donald Trump, faça o necessário”, disse o Nicolás Maduro.

Segundo avança a Euronews, Maduro referiu ainda: “Porque, se dentro de três ou quatro semanas, viajo para Nova Iorque e assim terei um encontro com Donald Trump. Se está tão interessado na Venezuela, aqui estou eu: o chefe do seu interesse, Nicolás Maduro Moros, presidente constitucional da República Bolivariana da Venezuela”, concluiu.

Lembrando ainda que a administração Trump afirmou recentemente que Nicolás Maduro era um ditador, depois das eleições para a chamada Assembleia Constituinte.

Depois disso, Washington lançou várias sanções contra o presidente venezuelano e a altos cargos do Governo da Venezuela.





Mais notícias