“Se a Catalunha votar ‘sim’ à independência, sai da UE no dia seguinte”

Jean-Claude Juncker comentou as consequências da vitória do 'sim' no referendo catalão.

O presidente da Comissão Europeia afirmou hoje que “se o ‘sim’ à indendência se concretizar, uma questão que ainda está por confirmar, irá respeitar a eleição”, sendo que o executivo comunitário irá sempre seguir as indicações do Tribunal Constitucional”.

“A comissão Prodi, a comissão Barroso e a minha tem referido, nesta matéria, que vamos seguir o que for transmitido pelo Tribunal Constitucional e Parlamento espanhol mas é evidente que um ‘sim’ à independência da Catalunha for o mais votado, respeitaremos a eleição”.

“No entanto, a Catalunha independente não poderá ser membro da UE no dia após essa eleição pelo que terá de dar início a um processo de adesão como todos os Estados membros desde 2004”, acrescentou Juncker numa entrevista com utilizadores de redes sociais retransmitida pela Euronews.

 

 





Mais notícias