Santana Lopes elogia poupanças e cativações de Centeno

"Nunca serei um líder da oposição que só sabe dizer mal do trabalho que é feito", garantiu o social-democrata, em entrevista à TSF e DN. "Sou português e congratulo-me com o bom trabalho que seja feito por quem esteja no Governo, mesmo que eu esteja a liderar um partido da oposição".

Pedro Santana Lopes elogiou o trabalho do ministro das Finanças  e disse estar disponível para discutir parcerias com o atual governo, em entrevista à TSF e ao Diário de Notícias. O social-democrata e candidato à liderança do PSD sublinhou, no entanto, que ainda há trabalho a fazer nas contas públicas.

“Nas poupanças que se fazem ou nas cativações, considero meritório o trabalho que tem sido conduzido pelo ministro Mário Centeno”, afirmou Santana Lopes, em entrevista à TSF e ao DN.

“Já disse várias vezes que nunca serei um líder da oposição que só sabe dizer mal do trabalho que é feito, não sou mesmo. Sou português e congratulo-me com o bom trabalho que seja feito por quem esteja no Governo, mesmo que eu esteja a liderar um partido da oposição”.

Segundo o social-democrata o caminho tem sido tanto melhor por não ser esperado que um Governo liderado pelo PS fosse tão ou mais “ortodoxo” que o do PPD/PSD/CDS/PP. “O país tem de se congratular principalmente por termos saído do défice estrutural e essa é uma preocupação que temos de ter”, disse.

No entanto, sublinhou que é preciso ainda “ter outra [preocupação] que é o saldo das administrações públicas, o saldo corrente, primário, que exclui juros tem de ser positivo para libertarmos recursos para amortizar o défice e a dívida, naturalmente”.



Mais notícias