Salas de cinema voltam a perder espectadores em outubro

Em outubro, pelos cinemas portugueses passaram 887.865 espectadores, voltando a situar a fasquia abaixo de um milhão de bilhetes emitidos, numa quebra de 26,4% face aos números de outubro do ano passado.

REUTERS/Regis Duvignau

As salas de cinema portuguesas voltaram a perder espectadores em outubro, acompanhando uma descida consecutiva desde agosto, de acordo com dados mensais revelados hoje pelo Instituto do Cinema e Audiovisual (ICA).

Em outubro, pelos cinemas portugueses passaram 887.865 espectadores, voltando a situar a fasquia abaixo de um milhão de bilhetes emitidos, numa quebra de 26,4% face aos números de outubro do ano passado.

Em setembro deste ano tinham sido 924.774 espectadores e em agosto 1.480.457, dois meses que também tiveram quebras acima dos 10% em comparação com os períodos homólogos de 2016.

Quanto a receitas brutas de bilheteira, os resultados são semelhantes, com descidas consecutivas entre agosto (7,6 milhões de euros ou 19,2% face ao mesmo mês de 2016) e outubro (4,8 milhões de euros ou 24,1%).

Comparando com outubro de 2016, no mês passado as salas de cinema tiveram menos 318 mil espectadores e menos 1,5 milhões de euros de receitas.

Ainda assim, na totalidade de 2017, o ICA faz uma contagem positiva comparando com o mesmo período de 2016.

De janeiro a outubro, os cinemas registaram 67 milhões de euros de bilheteira e 12,8 milhões de espectadores, ou seja, mais 3,5 milhões de euros e mais meio milhão de espectadores do que no mesmo período de 2016, respetivamente.

Estas subidas são impulsionadas pela exibição do filme “Velocidade furiosa 8”, estreado em abril, o mês com a melhor prestação em termos de estatística (1,8 milhões de espectadores, mais do dobro dos números de 2016).

“Velocidade furiosa 8” é o filme mais visto este ano, até agora, em Portugal, com 787 mil espectadores.

Dos 12,8 milhões de bilhetes emitidos em 2017, dez milhões foram para filmes de produção norte-americana.



Mais notícias