Sabe porque há investidores a comprar árvores e terras?

Nem só de tecnologia se faz um bom investimento. Veja onde está uma das grandes oportunidades do momento. Com o analista Luís Correia Tavares.

  • José Ferreira Bomtempo

    Uma notícia interessante para aqueles gestores que gostam de investir. Aconselho vivamente que vejam até ao fim pois dentro em breve teremos aqui algo substancialmente atrativo!

  • Revoltado

    Porque não sabem de onde lhes veio o dinheiro? será? acertei? ….sou o melhor…logo a primeira…não falha…

  • frisques

    ter terras para plantar arvores é uma boa ideia para quem quer deixar espaços para piqueniques aos netos.

  • QuartaClasse

    Sei algumas coisas, mas não é porque há investidores a comprar árvores e terras.
    Que mal se escreve!

  • Torga

    propaganda ao eucalipto; uma vergonha! nem dizem o nome “madito”,….! um pinheiro demora 30 anos, sobreiros, carvalhos, etc ainda mais…..este caixa de óculos deveria levar dois pares de estalos pela indecência!

  • Joao Varela

    É tudo muito bonito mas em Portugal está a ser dificil e no futuro impossivel plantar eucaliptos.Isto deveria ser muito mais facilitado porque o pinheiro que era o numero 1 em floresta está a ser dizimado pelo nematodo do chile que veio importado para matar um pinheiro em menos de 2 meses.

    • pedro barbosa

      O eucalipto deveria ser proibido até 2050. É pólvora no verão e deixa os terrenos inférteis. Há muitas mais árvores autóctones sem ser o pinheiro. O nosso mal é querermos ter o retorno do investimento num curto espaço de tempo. É tudo para ontem. No que toca a floresta os planos deveriam ser feitos quase para um século.

  • O manjerico.

    Ao Tavares deu-lhe agora para a ingricultura…

  • Pesquisem por: “Manual Católico, formação, confirmação e convite a verdadeira conversão.”
    “Ó meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu e socorrei principalmente aquelas que mais precisarem.”

  • Armando Tav

    A comparacao com o Nasdaq foi infeliz pq ele fez questao de ir buscar a crise das dot.com do ano 2000. Se ele comparar o indice de 2008 (crise financeira) para ca, vera que o mesmo valorizou pelo menos 300%.

    De qqr modo, para quem pode recomendo o investimento em madeira desde que tenham em conta que um eucalipto demora uns 10 anos e um pinheiro entre 50 a 80 anos ………

  • Afonsinho do Condado

    Este gajo fala, fala mas diz pouco ou nada, vejamos:

    Desde Janeiro deste Ano e com o novo plano de reflorestação e ordenamento da floresta plantar eucaliptos em zonas onde ele não existia é proibido até 2030!

    É verdade que há alguns tipos de madeira que compensam a plantação dessas espécies por exemplo: Nogueiras, Aveleiras, Cerejeiras, Carvalho, Castanheiro e mais umas quantas, para jovens até aos 40 Anos que já sejam proprietários de terrenos e se candidatem a fundos europeus há espécies que podem receber até 25 mil Euros por hectare plantado, mas como já disse atrás o proprietário tem de ter até 40 Anos e o terreno onde pretende fazer a plantação tem de ser dele.
    Receber 25 mil Euros por hectare plantado pode parecer muito mas não é porque para quem não sabe as plantas destinadas á produção de Madeira são diferentes das que são destinadas há produção de fruta, as árvores próprias para produção de madeira são caríssimas, por exemplo: Um Castanheiro destinado á produção de Castanha á saída do viveiro custa cerca de 15 a 20€ se for um Castanheiro próprio para produção de madeira á saída do viveiro custa á volta dos 35 40€, as Nogueiras para madeira á saída do viveiro custam no mínimo 50€ cada uma, por isso não pensem que é chegar, plantar e cortar porque os tempos que ele diz que uma árvore demora a estar boa para abate não está certo, até um eucalipto que seja plantado num local com todas as condições indicadas a sua rentabilidade, demora no mínimo 10 Anos a estar bom para abate imaginem agora um Castanheiro, uma Aveleira, um Carvalho ou outra espécie desse tipo que já por si a sua natureza e crescimento é muito mais lento!

    Sou proprietário de 10 hectares de terrenos que herdei dos meus pais, em parte deles tenho plantado pinheiro manso por isso sei bem do que falo!

  • oscar

    Este tipo tem razão, ou quase razão. Tenho cerca de 100ha de terra 2/3 dos quais são áreas florestais, o último incêndio foi há 6 anos, aceitam-se apostas para a data do próximo.

    Numa propriedade tenho cerca de 30ha de eucalipto, mas aquilo são umas varolas, dizia-me a minha mulher há dias, vende isso antes que arda tudo outra vez.

    O verdadeiro problema para a rentabilidade da floresta é o fogo.

  • Vasco Lopes

    Neste país onde os fogos acontecem por encomenda de politicos e ex-politicos, ligados ao negócio do fogo e do aluguer de helicópeteros, (mantendo parados os comprados para o efeito) para favorecer os amigos do costume e por ordem externa para afundar o país, em que os desgovernos continuam a premiar os incendiários com a liberdade, é preciso pensar duas vezes antes de investir em árvores e principalmente em zonas críticas.

    Nem em bancos se pode confiar, a própria Caixa Geral de Depósitos passou a banco aberto á robalheira de politicos e para que iso seja possível, até a pirataria entra nas contas a prazo com a maior facilidade através de um cartão multibanco roubado, ( a uma familiar roubaram em 3 dias 15,000 euros com um cartão de uma conta que não tinha dinheiro, através de outras sem cartão ) viajando pelas contas do CAIXA BANCO e agora com maior facilidade através do novo serviço de Telemóvel.

    Os cartões multibanco com a nova função WIFI são um perigo, porque o ladrão nem precisa de conhecer o código para levantar diáriamente o plafond diário. (pode ir ao banco, como eu fui, para desativar essa função de conta aberta ao ladrão)

    As seguradoras cada vez criam mais dificuldades e com razão, porque não se podem substituir na incompetência e desonestidade dos politicos, nem esperar que se façam leis dignas de protecção a seguradoras e proprietários, porque a Assmbleia da República nâo serve os interesses do Povo, antes dos grandes grupos económicos e barbárie política que levou o país á banca rota.

    Confiar neste menino que descobriu a pólvora já inventada é correr todos os riscos e mais um e quando tiver problemas sempre se pode queixar ao Tota.