Ryanair vai comprar mais 25 aviões

Este anúncio é feito na mesma altura em que os tripulantes de cabine da transportadora aérea irlandesa, de sindicatos de países diferentes, se reúnem para decidir se convocam uma greve geral a nível europeu.

A Ryanair exerceu o direito de compra de 25 aviões Boeing 737 MAX-200, conhecido como “Gamechanger”, e aumentou para 135 o número de pedidos feitos pela transprotadora aérea por esta aeronave, anunciou a companhia aérea irlandesa, emc omunicado.

O “Gamechanger” está avaliado em cerca de 2.500 milhões de euros e vai permitir uma redução de até 16% no consumo do combustível e de 40% nas emissões sonoras, o que vai possibilitar à Ryanair baixar as suas tarifas e, segundo a firma, “tornar-se a companhia aérea mais ecológica na Europa”.

A Ryanair transporta 130 milhões de passageiros anualmente e conta com mais de 2.000 voos diários, com ligações a 36 países, entre os quais Portugal.

A companhia aérea tem uma frota de 430 Boeing 737 e tem em curso um novo pedido para a aquisição de mais 240 Boeing 737, o que vai permitir um aumento no volume para 200 milhões de passageiros anuais, até 2024.

A Ryanair tem estado envolvida em polémica, devido à forma como trata os tratabalhadores. Os tripulantes de cabine da transportadora aérea irlandesa, de sindicatos de países diferentes, irão decidir esta terça-feira se convocam uma greve geral a nível europeu.

A reunião realiza-se em Portugal, a convite do Sindicato Nacional dos Pilotos da Aviação (SNPVAC), na sequência de alegadas irregularidades nas convocatórias efetuadas durante o período de greves não consecutivas que este sindicato agendou e concretizou durante a Páscoa.

 

 






Mais notícias