Rui Rio defende o distanciamento entre política e futebol

O líder social-democrata considera que, nos últimos dias têm-se vindo a verificar "uma tendência de querer ganhar popularidade política à custa do futebol", o que o líder do PSD considera algo "perigosíssimo".

O presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio, condenou esta quarta-feira as agressões registadas na Academia Sporting, em Alcochete. Rui Rio considera que, nos últimos dias têm-se vindo a verificar “uma tendência de querer ganhar popularidade política à custa do futebol”, o que o líder do PSD considera algo “perigosíssimo”.

“No passado o meu exemplo [enquanto autarca no Porto] pode ter sido positivo e acho que se começou a separar um bocadinho aquilo que é política e o que é futebol”, afirmou Rui Rio, alertando que nos últimos tempos essa tendência de unir estas duas realidades se tem voltado a registar. “Em vez de se intrometer, o poder político deve guardar a devida distância de um setor da sociedade que tem comportamentos altamente reprováveis”, sublinha.

Rui Rio acusa os políticos de “aproveitarem, muitas vezes, os êxitos do futebol para se promoverem”, estando a “criar dificuldades à resolução deste problema”. “Isto é uma escalada, a que temos vindo a assistir, insuportável”, afirmou em reação às agressões na Academia de Alcochete.

Cerca de 50 adeptos entraram na Academia do clube, em Alcochete, de cara tapada e, após percorreram o relvado, conseguiram chegar ao balneário da equipa principal. Entre os agredidos estão o treinador Jorge Jesus e vários jogadores, incluindo Bas Dost, Acuña, Rui Patrício, William Carvalho, Battaglia e Misic.

“Não podemos permitir que um setor da sociedade tenha comportamentos que não são permitidos a outro”, afirmou, sublinhando que o distanciamento da política vai permitir-lhe ter a “força [e autoridade] necessária para poder intervir” quando necessário. “Deve ser debatida e consensualizada (entre poder político, clubes de futebol e outras instituições), nomeadamente através do aperfeiçoamento da legislação, uma atitude que acabe com situações como a ocorrida em Alcochete”, conclui.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB