Rodrigo Costa acusa BE de querer nacionalizar parte da REN

Presidente da REN mostrou-se indignado com a proposta do Bloco de Esquerda (BE) de passar a gestão técnica do sistema elétrico para o controlo público, considerando que significaria "nacionalizar parte da empresa".

Questionado sobre a proposta do BE apresentada na quarta-feira, Rodrigo Costa começou por questionar o objetivo, se é “tentar resolver um problema ou é uma questão meramente ideológica” até a considerar lesiva dos interesses dos acionistas e do país.

“O que está a ser proposto neste momento é uma nacionalização da empresa, uma renacionalização da empresa. Era uma empresa do Estado que foi privatizada e agora há uma proposta para nacionalizar parte da empresa, uma atividade que é talvez a mais importante da empresa”, afirmou o presidente da REN, na conferência de imprensa de apresentação dos resultados relativos a 2016.

Manifestando “alguma indignação” em relação à proposta bloquista, Rodrigo Costa defendeu a vantagem dos serviços associados à rede estarem interligados: “Há uma grande benefício de estar tudo interligado, porque somos muito mais eficazes do ponto de vista de custo”.

Mais notícias
PUB
PUB
PUB