O que dizem os jornais esta sexta-feira

Conheça aqui os principais títulos do dia.

Hoje, 21 de abril, o Jornal Económico está nas bancas com: “PT quer deixar de pagar aos 3.400 funcionários suspensos”; “Eleições em França: um escrutínio ao Estado da União”; “Impasse nas PPP pode custar 2,3 mil milhões”; entre outros.

Na capa do Diário de Notícias: “Mais de metade dos desempregados não recebem qualquer subsídio”. A legislação sobre segurança também é noticiada no matutino: “Descoordenação no Governo atrasa nova lei de segurança nos aeroportos”.

O Público faz manchete com a notícia de que “Venda abusiva de produtos [de banca] aos clientes punida com expulsão”. Na mesma edição, destaque para o tiroteio em Paris, a três dias das eleições.

O Jornal de Negócios escreve: “Idade mínima da reforma vai subir todos os anos”; “DBRS já não faz tremer Portugal” e também “Airbnb proibida de ter casas ilegais”.

No Correio da Manhã: “Pastorinhos salvam criança no Brasil”; “Exames de condução com cursos de socorros” e ainda “Ordem dos Médicos define tempos mínimos para consultas”.

O Jornal de Notícias revela: “Médicos acusados de descuidos em tumor que matou uma jovem”. O diário escreve também sobre turismo: “Porto é a cidade que mais vai crescer em receitas na Europa”.

O jornal I dá hoje enfoque à grande entrevista a José Miguel Júdice. Além disso, o país liderado por Nicolas Maduro: “Venezuela em clima de pré-guerra civil”.

 



Mais notícias