Respostas Rápidas: o que está em causa na investigação aos Hells Angels?

Conotados com a extrema-direita, com o trafico de armas e de drogas e com ações violentas muitas vezes sem uma explicação clara, os Hells Angels são um fenómeno que pode ter ligações ao desporto e à cinzenta área da segurança noturna.

Quando foram criados os Hells Angels?

Foram criados em 16 de março de 1948 por veteranos da Segunda Guerra Mundial, em Fontana, Califórnia, e rapidamente ganharam a fama de serem desordeiros sem ocupação definida. O pendor grupal dos que se lhe foram juntando – quase sempre ‘deserdados da sorte’ marginais à sociedade – promoveu a formação de grupos ‘irmãos’ que se espalharam por todos os Estados Unidos e também no Canadá. Em pouco tempo, foram considerados um sindicato de crime organizado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos. Mas o seu lado icónico, livre e fraterno permitiu-lhes uma aproximação à contracultura artística e musical norte-americana ao longo das décadas de 1950, 1960 e 1970. O filme de 1966 ‘The Wild Angels’, de Roger Corman e com Peter Fonda no papel principal, ‘produziu-lhes’ uma iconografia atraente para todos os rebeldes do mundo.

 

Desde quando é que a PJ está a investigar o ‘braço’ português dos Hells Angels?

Desde 2016, segundo a própria Polícia Judiciária (PJ), que esta quarta-feira se muniu com cerca de uma centena de mandados de busca contra elementos do grupo. A operação, da responsabilidade do Departamento Central de Investigação Criminal (DCIAP) decorre de norte a sul do país – Porto, Lisboa, Almada, Setúbal e Faro – e está a ser coordenada pela Unidade Nacional de Contraterrorismo (UNCT) da PJ. Segundo se crê, o grupo português, organizado como tal, surgiu em 2002 e foi ‘apadrinhado’ pelos seus semelhantes europeus. Têm cinco motoclubes em Portugal: Lisboa, Cascais, Margem Sul, Porto e Algarve.

 

Já houve problemas com a ‘fação’ portuguesa?

Para além de inúmeras rixas, confrontos e ajustes de contas – que a PJ terá monitorizado – em julho de 2005, um grupo sequestrou e espancou um ex-membro na sua casa. A vítima foi obrigada a assinar documentos que cediam os direitos do domínio da internet usado pelos Hells Angels e ficou sem uma mota Harley Davidson – um dos ícones mais perenes do grupo. Em setembro de 2009, um motard alemão membro dos Hells Angels foi detido no Algarve, onde estava escondido e extraditado. Em 2013, membros dos Hells Angels atacaram elementos das forças de segurança que participavam na Concentração de Motos de Faro. Em setembro de 2014, mais de 20 alegados Hells Angels tentaram invadir a discoteca Dock’s Club, em Lisboa – estavam armados com facas, ferros e paus e atuaram por vingança.

 

Estão identificados como perigosos?

Estes grupos motard são considerados uma ameaça e uma prioridade em 17 Estados-membros da União Europeia, segundo a Europol: Hells Angels, Bandidos (grupo que em Portugal tem ligações a Mário Machado, conhecido como o ‘cérebro’ dos Hammerskins e fundador do movimento Nova Ordem Social) ou os Outlaws estão identificados em diversos países.

 

Como decorreu a operação?

Cerca de 450 inspetores foram envolvidos na megaoperação. Em causa estão principalmente crimes de associação criminosa, tentativas de homicídio e ofensas à integridade física graves. A PJ deteve 56 homens, quatro deles em flagrante delito. Entre os detidos estão cinco cidadãos estrangeiros, da Alemanha e da Finlândia, e vários elementos de segurança privada.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB