Quintino Costa candidata-se à liderança do PTP-Madeira com o apoio de Coelho

Atual dirigente do PTP diz que não vai revolucionar o partido e assume uma candidatura própria às eleições regionais de 2019. O congresso Regional dos Trabalhistas está agendado para sete de Abril.

O secretário-geral do partido do Partido Trabalhista da Madeira (PTP-Madeira), Quintino Costa, é candidato à liderança da estrutura partidária fundada na Região pelo histórico José Manuel Coelho que já assumiu a sua não recandidatura numa estratégia de renovação.

Ao que o Económico Madeira apurou, a possibilidade de uma recandidatura por parte de José Manuel vinha suscitando algum protesto nas bases do partido, com o atual líder do PTP-Madeira a considerar que a apresentação de listas opositoras não era uma solução viável. A escolha recai sobre um nome consensual. Quintino Costa assume a candidatura ao congresso de 7 de abril, mas continua a contar com José Manuel e Raquel Coelho nos órgãos diretivos.

“É um grande desafio político substituir o histórico fundador do partido. Assumo este desafio para o bem coletivo do PTP-Madeira mas continuarei a contar com o apoio de Raquel Coelho e de José Manuel Coelho que vai assumir, sempre que achar necessário, o seu lugar no Parlamento até ao final do mandato”, afirmou, ao Económico Madeira, Quintino Costa que se candidata a um mandato de três anos com uma moção assente na ideia ‘Organizar para vencer’.

Listas próprias para as regionais de 2019
Assumindo-se como um “revolucionário”, Quintino Costa garante, contudo, que não vai haver uma revolução na orientação do PTP-Madeira nos próximos tempo, prevendo-se “alguns ajustes” à estratégia de José Manuel Coelho.

A ser eleito – conforme tudo indica, já que lidera, até ao momento, a única lista candidata à presidência do partido -, Quintino Costa adianta que a estratégia para 2019 passa por “concorrer com listas próprias, eleger e se possível reforçar a representatividade do PTP-Madeira”.

“Avizinham-se três anos eleitorais, a nossa meta é candidatarmos-nos a todos eles, reforçar as fileiras do PTP, reorganizar as concelhias e apostar na formação dos órgãos diretivos”, declara Quintino Costa.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB