Quer trabalhar em casa? 8 dicas para convencer o seu chefe

Não é uma prática muito adotada em Portugal mas estudos defendem que a produtividade e a felicidade aumentam quando os pedidos dos trabalhadores para trabalhar em casa são aceites.

REUTERS/Marko Djurica

Há muitos estudos que provam que trabalhar em casa tem as suas vantagens, sendo uma delas a maior motivação dos trabalhadores, mas, há ainda muito patrões que não são adeptos desta modalidade.

No entanto, há formas de convencer o seu chefe de que trabalhar em casa é uma boa opção. A Harvard Business Review escolheu oito argumentos que o podem ajudar.

1. A opinião de especialistas

O horário das 9h00 às 17h00, de segunda a sexta-feira tem “origens na Revolução Industrial”, diz Nicholas Bloom, professor da Universidade de Stanford. “Mas os tempos, esses, estão a mudar”. Vivemos numa era diferente. Ainda assim, trabalhar em casa tem uma má reputação. “Algumas pessoas pensam que trabalhar em casa significa ver televisão.” Mas, de facto, investigações sugerem o oposto: Trabalhar em casa aumenta a produtividade, eficiência e compromisso. “Claro que só vai ter essa oportunidade se for valorizado no trabalho e se depositarem confiança em si”, diz o professor. Portanto, certifique-se de que está numa boa situação profissional antes de fazer o pedido.

2. Destaque as suas motivações

Antes de abordar o assunto com o seu chefe, tem de ser claro sobre os motivos que o levam a querer tomar essa decisão. Pode argumentar de que trabalhar em casa pode dar-lhe espaço para se concentrar sem distrações. Também pode argumentar que razões pessoais o fazem querer sair do escritório. Seja qual for o motivo, precisa de  “ser honesto consigo próprio sobre o que está a pedir” e certificar-se de que as suas intenções são verdadeiras, diz Nicholas Bloom.

3. Elabore um plano

Depois de ter falado com o seu patrão, é preciso pensar quais os horários que estaria disposto a trabalhar em casa, diz Karen Dillon, co-autora de vários bestsellers. É para trabalhar terças e quintas-feiras? Sextas-feiras… só ocasionalmente? Ou teria horários flexíveis? Tente “imaginar como o seu chefe vai ouvir a sua proposta.” Se apenas quiser propor um dia para trabalhar em casa, Bloom aconselha que escolha a quarta-feira. Desta forma, o seu patrão não vai olhar para a proposta com uma oportunidade para prolongar o fim-de-semana.

4. Fale com o seu chefe

A sua proposta deve ser simples e direta, diz Dillon. Explique o porquê e apresente logo o seu plano. Diga também que está a pensar na empresa, e que trabalhar em casa seria um benefício, uma vez que andaria menos stressado, e por isso mais produtivo e mais feliz.

5. Dê tempo ao seu patrão

Por muito que queira deixar o seu escritório,  é importante não pressionar. Se a sua conversa inicial for bem recebida, apresente ao seu chefe uma proposta de uma página, nada muito elaborado mas que detalhe o sei plano. Depois, espere. O seu chefe vai precisar de tempo para pensar nas implicações e pode até mesmo precisar de uma decisão e/ou aprovação dos recursos humanos.

6. Esteja disposto a experimentar

Uma maneira de fazer com que o seu chefe se habitue à ideia é sugerir um período de três ou seis meses de experiência, diz Bloom.

7. Mudança empresarial

Embora já haja empresas que optem por esta prática, ainda não é muito comum. Se o seu pedido não for aceite, não leve a peito porque provavelmente não é por uma razão pessoal, alerta Dillon, acrescentando que é provável que haja “questões culturais maiores” em jogo. O seu chefe pode pensar que se lhe der a oportunidade de trabalhar em casa, vai ter de tomar a mesma decisão com todos os funcionários, por isso pode pensar em “maneiras construtivas de aceitar um ‘não’ como resposta”. Pode falar com os recursos humanos sobre formas de implementar uma nova política de trabalho ou formar um pequeno grupo de colegas “para investigar como outras empresas lidam com este assunto. “O objetivo é “tirar a carga de decisão” de um único gerente, refere o estudo.

8. Aproveite o “azar”

“A sorte recompensa os corajosos.” Se algum dia tiver de trabalhar em casa por motivo de força maior, como por exemplo uma tempestade, ou algo que o impeça de deslocar-se ao trabalho, seja o mais produtivo possível. É uma ótima oportunidade para provar que consegue trabalhar bem em casa.

 

Mais notícias