Quem quer os jogos da Premier League? Prazo para propostas termina hoje

A Premier League prepara-se para vender os direitos de transmissão televisiva do principal escalão do futebol inglês, para as épocas entre 2019 e 2022. Em concurso estão 200 partidas daquela que é designada como a melhor liga de futebol do mundo.

Alessandro Bianchi/Reuters

O mundo do futebol tem hoje os olhos virados para Inglaterra. Esta sexta-feira, conclui-se a apresentação de ofertas para assumir os direitos televisivos da Premier League, que vendeu o último pacote para o triénio 2013-2016 por 5.136 milhões de libras (cerca de 5.850 milhões de euros à taxa atual).

A Premier League prepara-se para vender os direitos de transmissão televisiva do principal escalão do futebol inglês, para as épocas entre 2019 e 2022. Em concurso estão 200 partidas da Premier League, mais 32 do que a totalidade dos jogos atualmente transmitidos pela Sky e BT Sports. Estima-se que o negócio chegue aos 6,7 mil milhões de euros.

A Sky e a BT Sports terão que desembolsar milhares de milhões de euros para manterem os direitos televisivos da Premier League, que representam atualmente 32% do negócio televisivo dos dois canais britânicos, visto que na corrida prevê-se a entrada da Amazon, Facebook, Netflix e até do Twitter, segundo o organismo Ampere Analysis.

A consultora de media considera que o próximo leilão pelos direito televisivos da Premier League, deverá estabelecer um recorde no preço doméstico da transmissão televisiva na ordem dos 6,7 mil milhões de euros, o que representa um aumento de até 15% da venda de 2015.

Segundo o espanhol “Expansión”, os rumores do interesse do Facebook, Google ou Netflix não passam disso mesmo. O favoritismo estará do lado da  Sky e a BT Sport.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB