Quanto se pode ganhar no Retalho em Portugal?

Segundo a Michael Page, as remunerações do setor vão desde os 8 mil euros do operador de loja junior aos 170 mil do diretor-Geral de uma empresa.

O e-commerce alterou a realidade do Retalho e mantém-se como uma das grandes tendências do setor  para 2018. Este ano, à semelhança de 2017, continuará a ser uma área particularmente apelativa em termos salariais e de contratações, revela o estudo de tendências de mercado da empresa de recrutamento e executive search Michael Page, que o Jornal Económico está a divulgar.

Ao nível do recrutamento, os perfis mais procurados são os direcionados para o digital, de ‘Business Analyst’ ou de ‘IT’.

Numa função de direção, por exemplo, um diretor Financeiro, o pior remunerado das quatro funções de direção, que incluem ainda o diretor-Geral, o diretor de Operações e o diretor de Marketing, poderá ganhar, no mínimo, 63 mil euros, no Porto, e o máximo de 95 mil euros em Lisboa.

No Retalho em funções de direcção, Lisboa remunera sempre melhor do que o Porto.

Um assistente de compras, função mais mal paga, pode ainda assim levar para casa este ano entre 13.500 euros e 21 mil euros se for em Lisboa, sendo os valores sensivelmente idênticos na Invicta.

Estimativa salarial da Michael Page para 2018 nas diversas funções do Retalho

 




Mais notícias