Quanto custa proteger Mark Zuckerberg? Facebook gastou quase 6 milhões de euros em 2017

Empresa dispendeu 5,94 milhões de euros em vários tipos de despesa que dizem respeito ao fundador e CEO do Facebook.

A entidade reguladora dos mercados dos EUA (SEC na sigla inglesa) revelou que o Facebook gastou em 2017, 5,94 milhões de euros em despesas de segurança a Mark Zuckerberg. A notícia tem eco esta segunda-feira pela “TSF” que indica que este número representa uma subida de 50%, em relação a 2016, o que em termos monetários representa mais 1,95 milhões de euros investidos.

Foram também revelados os gastos em jatos privados para Mark Zuckerberg no valor de 1,2 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 75%, comparando com 2016.  Este meio de transporte possibilitou ao fundador do Facebook visitar 30 estados norte-americanos, mas apesar de todos estes investimentos, Zuckerberg continua a receber o simbólico salário de um dólar.

Em comunicado, a rede social menciona que “estas medidas são explicáveis pela importância de Mark Zuckerberg para o Facebook”, e que estas despesas de segurança são “necessárias e apropriadas”. Este aumento na segurança está também ligado às ameaças que o Estado Islâmico fez em 2016, através de um vídeo ao CEO do Facebook.

Mark Zuckerberg testemunhou na semana passado no congresso norte-americano sobre o escândalo do uso ilegal de dados de utilizadores, por parte da Cambridge Analytica. Em Portugal, estima-se que 63 mil pessoas tenham sido afetadas.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB