‘Putting American Workers First’: Trump declara ‘guerra’ a Silicon Valley

Administração norte-americana vai perseguir as empresas que tenham muitos trabalhadores estrangeiros, diz o Departamento de Justiça e o Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos.

O Departamento de Justiça e o Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS) anunciou esta segunda-feira que vai perseguir empresas que tenham uma alta percentagem de trabalhadores estrangeiros, para evitar fraudes com vistos, escreve o jornal El Economista.

No comunicado que se chama Putting American Workers First (Colocar os Trabalhadores Americanos Primeiro, em português), a USCIS disse que vai tomar “uma abordagem mais direcionada” para controlar os trabalhadores com vistos H-1B. Este tipo de vistos é destinado a trabalhadores altamente qualificados. Os vistos H-1B permitem que as empresas dos Estados Unidos contratem temporariamente trabalhadores estrangeiros para elevados postos de trabalho. Estas pessoas têm formação nas áreas da ciências, engenharia e tecnologias, a razão pela qual esse visto é mais comum nas empresas de Silicon Valley.

A administração norte-americana cumpre assim um compromisso prometido durante a campanha de Donald Trump: a de acabar com o programa de vistos de trabalho que permitem as empresas da indústria tecnológica contratar a milhares de estrangeiros qualificados.

 



Mais notícias
PUB
PUB
PUB