Puigdemont poderá comparecer no Senado para refutar artigo 155

Na próxima sexta-feira, Madrid poderá receber autorização para suspender a autonomia da região e do governo regional catalão liderado por Carles Puigdemont.

O presidente da Generalitat, Carles Puigdemont, poderá comparecer no Senado espanhol para apresentar alegações contra a aplicação do artigo 155 da Constituição, segundo noticia a agência Europa Press, citando fontes parlamentares.

Depois do referendo sobre a independência da Catalunha, na próxima sexta-feira, às 10 horas, vai ter lugar um debate no Senado seguido de votação para autorizar o governo de Mariano Rajoy a aplicar o nunca antes usado artigo 155. Se tudo correr como planeado, Madrid vai receber autorização para suspender a autonomia da região e o governo catalão de Puigdemont.

No entanto, o presidente da Generalitat poderá tentar travar esse passo e já terá consultado os grupos parlamentares sobre a hipótese, mas não terá ainda tomado uma decisão. A lei espanhola determina que, antes de o artigo 155 ser aplicado, o presidente catalão é obrigado a apresentar alegações e que o próprio ou um representante vá à Câmara Alta defender a posição sobre o assunto.

Caso o governo regional de Puigdemont seja suspenso, Madrid poderá assumir o controlo da região no próximo sábado. Os líderes dos grupos separatistas catalães estão já mobilizar um escudo humano para impedir que as autoridades espanholas o façam, exigindo que os resultados do referendo de 1 de outubro sejam reconhecidos.





Mais notícias