PSI 20 encerra com perdas ligeiras, apesar de disparo de 13% da Altri

O principal índice português, PSI 20, perdeu 0,07%, para 5.695,67 pontos, pressionado pelas desvalorizações do BCP e do setor da energia.

Reuters

A bolsa portuguesa terminou sessão esta quarta-feira, 16 de maio, com perdas ligeiras, num dia marcado por um sentimento misto nas praças europeias. O principal índice português, PSI 20, perdeu 0,07%, para 5.695,67 pontos, pressionado pelas desvalorizações do BCP e do setor da energia.

O BCP foi a cotada que mais perdeu nesta sessão, tendo registado uma queda de 1,64% para 0,281 euros. O banco liderado por Nuno Amado está a ser penalizado pela tendência negativa dos seus pares europeus, especialmente em Itália. O principal índice italiano FTSE MIB encerrou a cair 2,36%, num altura em que os partidos tentam chegar a acordo para formar Governo e pedir ao Banco Central Europeu (BCE) um perdão da dívida de 250 mil milhões de euros.

A EDP voltou a pisar solo negativo, após dois dias de valorizações em reação à oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela China Three Gorges. A EDP perdeu 1,16% para 3,400 euros, enquanto a EDP Renováveis recuou 0,56% para 8,030 euros. No setor da energia, a Galp Energia desvalorizou 0,76% para 16,950 euros e a REN depreciou 1,36% para 2,614 euros.

Em terreno negativo ficaram também a Pharol (-1,13%), a NOS (-0,54%), a Corticeira Amorim (-0,35%) e a Ibersol (-0,44%).

A Altri foi a protagonista da sessão, ao valorizar 13,19% para 7,550 euros. O setor do papel e pasta de papel está a registar fortes ganhos, depois de ter sido avançado pela imprensa brasileira que a Lwarcel está à procura de um parceiro industrial. A Altri é um das hipóteses apontadas. A Navigator é outra das opções avançadas, tendo encerrado a ganhar 2,58% para 5,375 euros. Ainda neste setor, a Semapa somou 4,63% para 20,550 euros.

No setor do retalho, a Jerónimo Martins apreciou 0,47% para 13,815 euros e a Sonae ganhou 0,98% para 1,136 euros. A subir ficaram ainda os CTT (2,31%), a F. Ramada (0,79%) e a Mota-Engil (0,71%).

As restantes bolsas europeias fecharam mistas. O índice alemão DAX somou 0,19%, o francês CAC 40 avançou 0,30%, o holandês AEX apreciou 0,11% e o britânico FTSE 100 registou uma variação positiva de 0,19%. Em contraciclo, o espanhol IBEX 35 desvalorizou 0,93%.

No mercado petrolífero, o Brent perde 0,31% para os 78,19 dólares por barril e o crude WTI desvaloriza 0,35% para os 71,06 dólares.

No mercado cambial, o euro recua 0,46% para 1,178 dólares e a libra resvala 0,12%, para 1,349 dólares.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB