PSI 20 encerra com ganhos de quase 2%

No sexto dia consecutivo de ganhos, a bolsa nacional transacionou na sessão de hoje no valor mais alto desde 31 de maio do ano passado.

REUTERS/Benoit Tessier

A bolsa nacional encerrou em alta, a valorizar 1,89% para 4.980,57 pontos no sexto dia consecutivo de ganhos. O PSI 20 transaccionou na sessão de hoje no valor mais alto desde 31 de maio do ano passado.

Apenas duas cotadas encerraram no ‘vermelho’ – o Montepio, que perdeu 0,24% e os CTT, que recuaram 0,04%.

Em termos de ganhos, destaca-se o BCP que terminou a subir 4,38% para 0,19 euros. A Mota-Engil, a construtora do índice, terminou com os títulos a valer 1,84 euros, depois de uma valorização de 3,95%.

As cotadas recentemente ‘promovidas’ à bolsa – Ibersol e Novabase – ganharam 1,31% e 0,80% respectivamente.

O setor da energia também encerrou com ganhos: a EDP avançou 2,60%, a REN valorizou 1,22% e a EDP Renováveis subiu0,14%. Este setor continua favorecido pela OPA lançada no inicio da semana pela EDP relativa à subsidiária.

Galp ganhou 2,35% para 14,15 euros, a Jerónimo Martins avançou 1,51% para 16,48 euros no dia a Haitong cortou o preço-alvo das acções de 16,20 euros para 16 euros. A NOS valorizou 2,10% para 5,05 euros apesar de ontem o CaixaBI ter diminuído o preço-alvo para 6 euros. A Pharol subiu 1,06%.

Na indústria, Altri (0,98%), Semapa (2,18%), Navigator (0,51%) e Corticeira Amorim (0,55%) encerraram com avanços. Sonae e Sonae Capital subiram 2,29% e 2,05% respectivamente.



Mais notícias