PSI 20 com perdas pressionado pelo BCP

Ganhos da Corticeira Amorim não foram suficientes para sustentar a bolsa nacional, que encerrou com perdas.

Reuters

O mercado nacional encerrou em ligeira baixa, a desvalorizar 0,23% para 4.956,46 pontos, arrastado pelo tombo do BCP. Os títulos da entidade bancária presente no índice terminaram a sessão a valer 0,18 euros, depois de uma perda de 4,73%.

NOS perdeu 0,21% para 5,12 euros e os CTT recuaram 1,25% para 5,06 euros. A Pharol caiu 2,67% no dia em que a brasileira Oi, da qual a Pharol é acionista, informou que a Goldman Sachs detém agora 5% do seu capital. A operadora brasileira ainda se encontra em processo de recuperação.

Fechou ainda com perdas a Sonae (0,98% para 0,91 euros) e a Ibersol (0,99% para 14,95 euros).

Nas cotadas que fecharam sessão no ‘verde’, destaca-se a Corticeira Amorim, que disparou 4,73% para 10,73 euros, batendo máximos, no dia em que o Haitong decidiu subir o preço-alvo da empresa em 9% para os 12 euros. Segundo o BPI, a recomendação encontra-se em “comprar”. Na energia, EDP Renováveis ganhou 1%, EDP avançou 0,19% e REN subiu 0,11%.

A petrolífera Galp ganhou 0,88% para 14,27 euros. Na indústria, Semapa, Altri registam valorizações de 0,95% e 0,77% respectivamente. A Novabase terminou a sessão com acções a valorizar para os 3,10 euros.

O ‘peso-pesado’ Jerónimo Martins subiu 0,58% para 16,47 euros.



Mais notícias