PSA, Fiat e Nissan dizem “Ausente” ao Salão de Frankfurt

PSA, Fiat e Nissan são três das marcas que não marcarão presença no Salão de Frankfurt deste ano, preferindo investir os seus recursos noutras áreas, como a Web e as redes sociais.

Um dos maiores salões automóveis mundiais, o de Frankfurt, não contará com a presença de pelo menos nove marcas, de acordo com o Automotive News Europe. A opção prende-se com a mudança do foco do investimento para o espaço virtual da Web e das redes sociais. Entre as marcas que este órgão de comunicação social afirma não irem a Frankfurt estão duas do Grupo PSA – Peugeot e DS –, e três da FCA: Fiat, Alfa Romeo e Jeep. A Nissan também faz parte do rol, bem como a Infiniti, a sua divisão de luxo.

Se, no passado, os Salões Auto eram a oportunidade perfeita para o público poder ver vários modelos, uma vez que as várias marcas expunham as suas novidades no mesmo local, atualmente, quem quer comprar carro pesquisa maioritariamente online, onde os preços são transparentes, a importância de muitos salões para as decisões de compra está a cair. Ao mesmo temo, cada vez mais construtores, confrontados com os custos de desenvolvimento de tecnologias de emissões zero e de condução autónoma, estão a reduzir as despesas consideradas não essenciais e a questionar se os benefícios que advêm da presença num salão automóvel suplantam os seus custos.

Esta é, aliás, a razão apontada por um porta-voz da PSA ao Automotive News Europe, que terá dito que a empresa não participará em Salões “por hábito”, reforçando a ideia com o facto de cada marca comparar a eficácia dos seus investimentos em marketing para decidir se participa ou não em salões. A mesma fonte afirmou que a Citroën estará em Frankfurt para lançar um novo modelos e que a Peugeot e a DS decidiram comunicar com os seus clientes através de outros métodos.

Já a Nissan justificou a decisão com uma revisão global da sua estratégia de participação nestes eventos. “Daqui em diante, adotaremos uma estratégia flexível, utilizando uma combinação de eventos e parcerias para potenciar o nosso appeal junto dos decisores e consumidores”, disse um porta-voz da marca. A Mitsubishi e a Volvo também não deverão participar, de acordo com o noticiado pela Automobilwoche.

A organização do certame confirmou ao Automotive News Europe que alguns construtores cancelaram a sua participação, mas não divulgou nomes, preferindo reforçar que estarão na Messe Frankfurt, em setembro, mais de 50 marcas da Europa, EUA e Ásia (algumas destas em estreia), bem como grandes empresas tecnológicas, que incluem a Qualcomm, a Sony ou a IBM. “Naturalmente que lamentamos que alguns expositores não estejam no certame desta vez. As razões são variadas e cada uma específica da empresa, mas a grade maioria ligam-se com políticas financeiras”, afirmou ao Automotive News Klaus Braeunig, diretor-geral da VDA, que organiza o Salão. “No entanto, todos estes expositores são a favor dos salões automóveis e estão abertos a regressar no futuro.”

Mais notícias