PS e Bloco chegam a acordo para combater a precariedade laboral

Os dois partidos subscreveram um texto de substituição conjunto que irá a votação na Assembleia da República.

Cristina Bernardo

O PS e o Bloco de Esquerda (BE) chegaram a acordo para o reforço dos mecanismos à precariedade laboral, de modo a evitar situações como os falsos recibos verdes e as formas de trabalho não declarado.

Os dois partidos subscreveram um texto de substituição conjunto que irá a votação na Assembleia da República.

Segundo o coordenador do PS para a área do Trabalho e da Segurança Social, Tiago Barbosa Ribeiro, o documento representa”um enorme avanço para a proteção dos trabalhadores, disciplinando e moralizando os vínculos laborais que estão ocultados por formas atípicas e de trabalho não declarado”, citado pela Lusa.

Segundo o socialista, o acordo “reforça também o papel da Autoridade para as Condições de Trabalho e garante a impossibilidade de despedimento do trabalhador desde o auto de inspeção até à notificação da decisão”.

O PS e o BE criaram um grupo de trabalho com o objetivo de desenhar um plano de combate à precariedade, integrando dirigentes dos dois partidos, académicos da área de justiça laboral e de um membro do Governo com tutela na área do emprego.



Mais notícias
PUB
PUB
PUB