Produção de petróleo cai para 31,9 milhões de barris em março

Queda da produção fica abaixo da produção média mensal de 32,2 milhões de barris prevista pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

Depois do corte de produção promovido pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), a produção de petróleo dos países membros da organização que controla a política petrolífera recuou em 152,7 mil barris para um total de 31,9 milhões de barris durante o mês de março. A queda da produção fica abaixo da produção média mensal de 32,2 milhões de barris prevista pelo cartel.

A contribuir para a descida na produção estão os recuos na produção na Líbia, Nigéria, Emirados Árabes Unidos (EAU) e Irão. Os países da OPEP aumentaram a produção em março foram a Argélia, o Gabão, a Arábia Saudita e o Qatar. Dos países de fora da OPEP, mas que entram no acordo, destaca-se a Rússia, que reduziu a sua produção para os 1,05 milhões de barris diários em março.

Ainda assim, a OPEP indica que há 268 milhões de barris em excesso face à procura e a produção tem de continuar a ser ajustada de forma a estimular os preços do crude no mercado. Um dos problemas é a produção de petróleo de xisto nos Estados Unidos, que a OPEP prevê que aumente para os 540 mil barris por dia, dos atuais 200 mil barris diários.

Mais notícias
PUB
PUB
PUB