Procuradora pede quatro anos de prisão com pena suspensa para Carrilho

Em causa está o processo de violência doméstica contra a ex-mulher, Bárbara Guimarães.

A procuradora do Ministério Público pediu ontem, numa sessão de julgamento no Campos de Justiça, quatro anos de prisão com pena suspensa para Manuel Maria Carrilho, avança o Correio da Manhã.

A condenação é relativa ao processo de violência doméstica, relativamente ao divórcio com Bárbara Guimarães, que remonta a maio de 2014.

Segundo o jornal, Bárbara não esteve presente no Campus de Justiça, durante a sessão.