Preocupações diminuem e otimismo regressa a Wall Street

As principais bolsas norte-americanas iniciaram a sessão com ganhos, o dólar valoriza face ao euro e os preços do petróleo continuam em máximos desde dezembro de 2014.

REUTERS/Brendan McDermid

Os receios que pairavam nos mercados norte-americanos esta quarta-feira parecem ter diminuído e o entusiasmo regressou a Wall Street. As principais bolsas norte-americanas abriram com ganhos, o dólar valoriza face ao euro e os preços do petróleo sobem.

“Está de volta um sentimento positivo generalizado”, afirmou o economista chefe da Raymond James, Scott Brow, à agência Reuters, sinalizando que o foco está novamente na época de resultados empresariais.

Em Wall Street, o índice industrial Dow Jones avança 0,21% para 25.442,20 pontos, enquanto o financeiro S&P 500 ganha 0,22% para 2.754,21 pontos e o tecnológico Nasdaq sobe 0,22% para 7.169,20 pontos.

Uma das principais nuvens a ensombrar as bolsas foram as notícias de que autoridades canadianas estarão cada vez mais convencidas de que o presidente dos EUA, Donald Trump, irá anunciar a saída do Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (NAFTA), que está a ser renegociado por representantes dos EUA, do Canadá e do México.

“É muito disruptivo. Assistimos a várias empresas preocupadas com a cadeia de distribuição no futuro e várias já tentaram assegurar alternativas se o Presidente decidir sair da NAFTA, mas o mercado está a para já a tentar lidar com isso”, acrescentou Brown.

No mercado cambial, o dólar aprecia-se face à divisa europeia (0,73% para 0,830 euros). Já contra as pares britânica e japonesa, o moeda norte-americana desvaloriza 0,14% para 0,739 libras e 0,01% para 111,430 ienes.

Também no mercado de obrigações, o sentimento negativo parece ter aliviado. As yields das Treasuries a 10 anos avançam para 2,55%, depois de na quarta-feira terem tocado máximos de 10 meses, uma subida causada pela especulação que a China diminua a compra de obrigações dos EUA.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB