Portugueses queixam-se mais das empresas de telecomunicações e transportes

A informação consta do Portal da Queixa, a plataforma que permite comparar as marcas do mercado com base num Índice de Satisfação, ler as últimas notícias na área do consumo e consultar alertas para possíveis práticas de burla.

As reclamações apresentadas pelos portugueses dispararam no primeiro trimestre deste ano, com mais de 16.700, a maioria das quais visa as operadoras de telecomunicações e empresas de transporte, segundo dados do Portal da Queixa, divulgados pela agência Lusa.

Só nos primeiros três meses do ano foram registadas 16.702 reclamações pelo Portal da Queixa, um aumento de 167% relativamente a igual período de 2016. Entre janeiro e março, o Portal da Queixa recebeu em média 187 reclamações por dia, a maioria das quais visa as operadoras de telecomunicações, empresas de transporte e logística e entidades públicas.

Os dados divulgados pelo Portal da Queixa mostram um crescimento na procura desta plataforma por parte dos consumidores portugueses para dirigirem as suas reclamações às marcas e entidades públicas em Portugal. Com uma comunidade de mais de 127 mil utilizadores inscritos, o Portal da Queixa registou o seu maior crescimento nos primeiros três meses do ano, com uma média de 7.000 novos registos por mês.

De acordo com o presidente do Portal da Queixa, Pedro Lourenço, a plataforma tem vindo a tornar-se numa “referência para os consumidores na sua relação com as marcas e, por isso, é clara e evidente a alteração do paradigma das reclamações em Portugal”. “A mudança de paradigma é tão evidente que o número de reclamações aumentou de forma exponencial e ultrapassou os nossos objetivos iniciais: nos primeiros três meses de 2017”, refere o responsável pela plataforma, citado num comunicado.

Nos primeiros três meses do ano, o Portal da Queixa ultrapassou os cinco milhões de páginas visitadas de mais de 3.300 marcas, representando um aumento de 67% face ao período homólogo.



Mais notícias