Portugal Ventures investe na sustentabilidade do planeta

A Rigger é uma startup fundada por uma equipa de três engenheiros que desenvolveu a plataforma Trigger.Systems para controlar sistemas de rega de uma forma automática e mais eficiente.

CAMPO DE SALADA

A Rigger passa a integrar a carteira de investimentos da Portugal Ventures na área da Indústria 4.0 com um primeiro investimento na empresa de 100 mil euros, o qual poderá ascender a um total de 500 mil euros mediante cumprimento dos objetivos estabelecidos.
A empresa fundada em janeiro de 2017 com sede no Fundão, é uma startup tecnológica focada no desenvolvimento e aplicação de modelos de inteligência que permitem controlar sistemas automaticamente.
A plataforma Trigger.Systems que foi desenvolvida pela Rigger permite o controlo remoto de utilização de água com poupanças de 45% do consumo, sendo particularmente relevante para o setor agrícola e entidades que gerem espaços verdes de grande dimensão.
Os cerca de 2000 dispositivos que atualmente já estão a ser controlados pela Trigger.Systems, em clientes como a Câmara Municipal de Lisboa, do Porto e de Oeiras, a Fundação Calouste Gulbenkian e o Grupo Sovena, são o ponto de partida para a meta de 30.000 dispositivos definido pela Rigger para os próximos 12 meses.

“O investimento da Portugal Ventures vai ser fundamental para dotar a equipa de mais elementos especializados na área de controlo de sistemas, e assim estarmos preparados para os desafios que se avizinham”, revela Francisco Manso, co-fundador e CEO da empresa.

Já Celso Guedes de Carvalho, CEO da Portugal Ventures refere que “o recente investimento na Rigger é muito relevante dado que vai permitir que mais clientes tenham acesso a ferramentas que otimizam recursos, contribuem para uma significativa redução de custos e para a sustentabilidade do planeta. Estima-se que cerca de 300 milhões de hectares em todo o mundo necessitem de sistemas de rega, sendo este um dos principais fatores para a aposta nesta plataforma e na sua internacionalização”.

  • Revoltado

    Nota-se, a gente vê por Setubal…e agora no verão vai arder o resto que falta…mas os carros é que poluem….os incêndios não….claro…quem diria?

  • Pesquisem por: “Manual Católico, formação, confirmação e convite a verdadeira conversão.” A verdade é apenas uma, as heresias que são muitas. Jesus quando se referiu, se quando ele viesse na sua segunda volta encontraria fé no mundo. Jesus não se referia aos cismáticos, aos hereges protestantes ou a falsa fé católica criada a partir do Concílio Vaticano segundo, Jesus falava da verdadeira e tradicional FÉ católica que está quase extinta e que é guardada e praticada por muito poucos, a qual é o único caminho de salvação para as almas. O MANUAL CATÓLICO AJUDA VOCÊS GRATUITAMENTE.