Portugal Venture Capital investiu mais de 320 milhões em Portugal na última década

O Portugal Venture Capital Initiative tem ainda 50 milhões de euros disponíveis para investimentos na economia nacional até 2020.

Um investimento de mais de 320 milhões de euros e um contributo para apoiar mais de 6 mil postos de trabalho, são os principais números do ciclo de 10 anos de atividade na economia portuguesa do Portugal Venture Capital Initiative (PVCi),

O PVCi é um programa de investimento em private equity e venture capital estabelecido entre o Fundo Europeu de Investimento e o Governo de Portugal, BPI, Novo Banco, Millenium BCP, Montepio, CaixaGest, Bankinter, Santander, Fidelidade, Octante, Fundação Calouste Gulbenkian e PME Investimentos.

Esta aposta em Portugal, concretizou-se através do investimento de sete fundos que investiram em 50 empresas, localizadas em sete distritos, sendo que, em média, uma empresa apoiada pela PVCi duplicou o número de funcionários durante os dois primeiros anos após o primeiro investimento.

Em jeito de balanço desta década de investimento, o chairman do PVCi e Diretor do FEI, John Holloway, salientou que “o PVCi foi uma ferramenta política fundamental não só para ajudar a construir o mercado de PE / VC como o conhecemos em Portugal, mas também para financiar muitas PME portuguesas, mesmo durante o crise”. Em seu entender, o PVCi marcou presença “quando poucos estavam dispostos a arriscar e investir em Portugal”, e agora, “chegou o momento de apresentar resultados e começar a trabalhar no próximo programa, apoiar startups e empreendedores portugueses e realizar os seus sonhos”.

Nesta celebração do 10 anos do PVCi, realizado ontem, quinta-feira, em Lisboa, marcaram presença o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, a vice-presidente do Banco Europeu de Investimento, Emma Navarro, o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, o chief executive do Fundo Europeu de Investimento, Pier Luigi Gilibert e o chairman do PVCI, John Holloway.






Mais notícias
PUB
PUB
PUB