Portugal vai fazer novo reembolso de mil milhões ao FMI

O IGCP pretende realizar um novo reembolso de mil milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional até ao final do ano, segundo uma apresentação aos investidores internacionais, que está disponível no site da entidade liderada por Cristina Casalinho.

Com este reembolso, o total devolvido ao FMI em 2017 ascenderá a 10 mil milhões de euros, o que significa que a dívida do país ao fundo passará a ser de 3 mil milhões de euros.

De acordo com o documento, os reembolsos ao FMI vão continuar em 2018 e 2021, com pagamentos de 800 milhões e 1,8 milhões de euros, respetivamente.

Na apresentação, o IGCP defende que “Portugal superou a crise europeia, com o reequilíbrio da economia e as reformas estruturais a suportarem a retoma”.

 




Mais notícias
PUB
PUB
PUB