Portugal paga 4,23% para emitir ‘bonds’ a 10 anos, acima do custo médio da dívida

Maioria da dívida foi colocada na Europa e metade ficou em Fundos de Investimento. Portugal oferece spread de 352 pontos base na emissão, e o 'guidance' foi revisto devido à forte procura.

portugal_bandeira-2

A emissão de Obrigações do Tesouro a 10 anos, feita hoje, num montante de 3 mil milhões de euros, a uma taxa (yield) de 4,227% em venda sindicada faz subir o custo de financiamento do país.

“Saiu acima do custo médio da dívida portuguesa (que é de 3,4%), por isso, vem encarecer as condições em que o país se financia”, Filipe Silva, Diretor da Gestão de Ativos do Banco Carregosa, revelou ao Jornal Económico.

O gestor adianta, contudo, que “já se esperava uma taxa acima dos 4% e até saiu um pouco mais baixa do que se antevia, portanto não foi surpresa e, nesse sentido, correu bem. Aliás, por ser uma operação sindicada, estava garantida à partida”, acrescentando que o facto de estar acima dos 4% não é novo – “tivemos essa taxa em março e no último trimestre, de 2016”.

“Se compararmos com a taxa de há um ano, de janeiro de 2016, a diferença é bastante maior. Nessa altura emitimos dívida a 10 anos com uma taxa de 2,875%. Ou seja, o risco, num ano, subiu. É caso não para alarmes, mas para cautela”, alerta o gestor.

O IGCP fez o comunicado oficial da emissão. A taxa de cupão é de 4,125%. Mas Portugal oferece spread de 352 pontos base na emissão de dívida a 10 anos (spread face ao benchmark que é a dívida alemã a 10 anos  – bunds). Somando o spread à taxa “mid-swap” a taxa é de 4,227% (a yield que Portugal pagará).

A taxa de juros das obrigações ‘benchmark’ no mercado secundário subiu ultrapassou os 4% na semana passada, para máximos de 11 meses, mas desce hoje 12 pontos base para 3,93%.

A notícia da contratação de um sindicato bancário (BBVA, HSBC, JPMorgan, Morgan Stanley, Novo Banco e Société Générale) para colocar nova dívida a dez anos foi anunciada ontem pela Bloomberg.

Esta emissão sindicada vem um dia depois do anúncio do programa de financiamento do IGCP para 2017. A República tem um objectivo bruto de emissão de 14 mil milhões a 16 mil milhões através de leilões e operações sindicadas.

A colocação ficou no intervalo inferior de preços, devido ao facto de a procura pelas OT denominadas em euros e com maturidade em Abril de 2027, ter ultrapassado os 8.500 milhões de euros. O ‘guidance’ da transação foi revisto para 352 bp-355 bp sobre os ‘mid-swaps’, abaixo do preço inicial.

O IGCP estima necessidades líquidas de financiamento de 12,4 mil milhões de euros. E conta emitir entre 14 mil milhões e 16 mil milhões em OT. No entanto, numa apresentação a investidores apontou para 15 mil milhões. Caso cumpra o objectivo para a emissão desta semana garante 20% do financiamento do ano.

Portugal tem uma classificação de Ba1 pela Moody’s e BB (SA:BBAS3) + pela S&P e pela Fitch.

Segundo o IGCP, foram os investidores internacionais que asseguraram 90% da emissão. França, Itália, Espanha (34,7%) e Reino Unido (26%) ficaram com a maioria da dívida do país.  Em Portugal ficou 10,3% da emissão.

Por tipo de investidores, a liderança coube aos gestoras de fundos (que compraram 50,2% da emissão), bancos (24,6%) seguradoras/fundos de pensões (10,8%), seguido de hedge funds (8,9%).

  • José Silva

    Uma loucura de juros. Onde isto vai parar a grande duvida, para alguns mas para a maioria já não há duvidas nenhumas s/o afundanço

  • Trumputin.

    “… e o ‘guidance’ foi revisto devido à forte procura. …”

    Competência da Casalinho !

  • J. Santos

    4,227% agora; 2,875% há um ano atrás.
    Os mercados mostram, assim, a confiança que têm na gestão de Portugal pelas esquerdas.

    • ANONIMO

      CItação da notícia:
      «Por tipo de investidores, a liderança coube aos gestoras de fundos (que compraram 50,2% da emissão), bancos (24,6%) seguradoras/fundos de pensões (10,8%), seguido de hedge funds (8,9%).»

      De facto, o perfil dos investidores nesta operação revela a recuperação da confiança, ao ter uma grande maioria de investidores normais e apenas uma pequena parcela de investidores de risco (hedge funds).

      Quanto às taxas, espero que perceba que está a comparar situações diferentes, os 2.875% são dos 11.9 mM€ de OT emitidos a 15-Outubro-2015, quando o Q.Easing estava em pleno a injetar liquidez na dívida portuguesa, enquanto os 4.227% são dos 3 mM€ de agora em que o Q.Easing já se reduziu bastante para Portugal e em que os investidores antecipam o seu fim completo.

  • Santos

    Juros a 4,3%, estamos tramados. Nem a visita do papa em maio próximo nos vai safar.
    Não se trata de pagar a dívida, que já vai nos 240 mil milhões de euros, trata-se de pagar os juros, mais de 9 mil milhões de euros por ano. Isto é, andamos a pedir dinheiro, não para amortizar a dívida, mas para pagar os juros.
    Assim cada ano que passa a dívida a aumentar e o encargo com juros também. Não dá par ver que estamos falidos?
    Enquanto isso, o Costa, com o apoio do seu amigo Marcelo, vai dando benesses aos seus votantes.
    Claro que estamos pior que há um ano atrás. Mas a propaganda socialista continua a dizer que estamos melhor.
    Isto não tem solução; quem puder, só tem uma solução, emigrar.

    • José Silva

      Estes péssimos governantes que gastam milhões de milhões sem o País produzir o suficiente mas com dinheiro emprestado a juros brutAIS DEVIAM SER CONDENADOS A PENAS DE CADEIA EFETIVA. Agora o “desgraçado” que tiver de endireitar o País desgraçado pela geringonça vai ser o mau da fita com cortes nas pensões e nos altos ordenados.

      • Quebra Tolas

        têm de comprar ( bem caro ) os votos dos funcionários públicos e da esquerda. Com isso garantem bons resultados eleição nas próximas autárquicas e legislativas.

      • escaravelho

        Os comentários baseados no ódio e na demagogia deviam dar PENAS DE PRISÃO EFETIVA.

        • Ignorante

          Com o custo de vida está pela hora da morte, cama, comida e roupa lavada dá sempre jeito …

          Por isso cuidado com as PPE que podem fazer subir muito a despesa.

        • Maria de Fátima Silva Oliveira

          E a venda de ilusões tem direito a que tipo de pena?

      • pedro barbosa

        Só não aparece nenhum governante que acabe com os luxos da classe política para dar o exemplo.

    • ANONIMO

      Os juros não são «mais de 9 mim milhões de euros», mas sim 8.3 mM€, ou 4.3% do PIB em 2017.
      Em 2015 e 2016, só o pagamento de juros da dívida tinha custado cerca de 4.6% do PIB.

      (4.3% de juros em % do PIB) – (3% de crescimento Nominal) – (2.8% de lucro orçamental primário) =
      = MENOS 1.5% de dívida líquida em 2017, antes de pagar as despesas da saída “limpa” na banca que a PàF deixou na herança.

      No melhor ano da PáF, em 2015, o melhor que conseguiram foi AUMENTAR a dívida líquida em 1.2% do PIB..
      Depois andam aqui avençados PàFiosos a falar em «propaganda socialista»

      • ANONIMO

        Quanto aos juros, à medida que o Q.Easing do BCE vai acabando para Portugal, os nossos juros estão a regressar ao normal, normal esse que a PàF estimava numa média de 4.5% após a saída “limpa”…

        Os 4.23% pagos por esta emissão de OT não representam um encarecer da dívida, mas sim o regresso à normalidade.
        No último boletim do IGCP, temos todas as emissões deste tipo (OT) a 10 ou 11 anos:
        OT 4.35% 16 Out 2007/2017 – 6.6 mM€
        OT 4.45% 15 Jun 2008/2018 – 8.2 mM€
        OT 4.75% 14 Jun 2009/2019 – 10.1 mM€
        OT 4.8% 15 Jun 2010/2020 – 10.7 mM€
        OT 5.65% 15 Fev 2013/2024 – 12.1 mM€
        OT 2.875% 15 Out 2015/2025 – 11.9 mM€ -> com pleno Q.Easing
        OT 2.875% 21 Jul 2016/2026 – 7.3 mM€ -> com pleno Q.Easing

        E também a 15 ou 16 anos:
        OT 3.85% 15 Abr 2005/2021 – 13.6 mM€
        OT 4.95% 25 Out 2008/2023 – 8.6 mM€
        OT 3.875% 15 Fev 2014/2030 – 4.9mM€

        E a 30 ou 31 anos:
        OT 4.1% 15 Abr 2006/2037 – 8.6 mM€
        OT 4.1% 15 Feb 2015/2045 – 3.0 mM€

        • Ignorante

          Ou seja, antes das autárquicas não teremos a troika de volta.

          De qualquer forma como a conta dos juros irá aumentar esperemos então que o fermento faça crescer o PIB.

          Na

          • ANONIMO

            Com o fim do Q.Easing, com a esperada subida dos juros da FED e BCE, e subida da inflação, todos os países terão aumento dos juros, como aliás está a acontecer desde final do Verão de 2016. E isso são boas notícias!

            Com um défice menor, as necessidades de financiamento serão cada vez menores.
            Com a dívida líquida a descer, os juros pagos anualmente também descem.
            E tudo isto junto dará também folga para ir diminuindo a almofada financeira.

            Aliando a isto a resolução efetiva da saída “limpa” na banca, e a recuperação do crescimento económico e da inflação, e este ano o que se prevê é que os juros subam, mas o spread comece a descer (ou pelo menos pare de subir) e, tudo ponderado, os outlooks das 3 grandes agências de rating começam a melhorar com vista à subida para Investment Grade (acima de “Lixo”).

            Por outro lado, se nesta situação a zona €uro voltar a sofrer especulação e o BCE voltar a estar impedido de agir (novamente devido a pressões da Alemanha) para proteger os soberanos mais expostos, então eu sinceramente até gostava que houvesse uma necessidade de resgate (que agora será para muitos mais países do que os do período 2010-2012), pois isso significaria o fim da moeda única, e com o fim deste colossal problema estrutural chamado €uro, após o choque inicial esperado, tudo melhoraria no médio prazo e voltariam as condições para o progresso!

          • Ignorante

            A sua lógica só faria sentido se fossem os mais fracos a decidir o destino, mas como nunca foram, não vejo grande probabilidade de que isso aconteça.

            A Europa do norte vai sempre impor as regras e os países do sul não se atreverão a ficar isolados.

            Mas aqui fica o meu desejo de ser eu que estou errado e o ANONIMO certo.

          • ANONIMO

            A “Europa do Norte” não sei qual é, mas o Reino Unido votou para sair da UE, a Noruega nunca fez parte, a Suécia mantém a moeda própria, a Dinamarca (a meu ver o exemplo que devíamos seguir) nunca passou do ERM, e os países bálticos só aderiram ao €uro recentemente e ou é demasiado cedo para tirar conclusões, ou nalguns casos já mostram maior tendência para o endividamento por causa dos desequilíbrios do €uro.

            A Finlândia está a a sofrer choques de competitividade, a França também mas neste caso não há problema “parce que c’est la France” nas palavras de J.C.Junker.
            A R.Checa é um dos países mais anti-€uro, a Bélgica andou décadas com mais de 100% de dívida e crises governativas.

            E a Holanda e Alemanha são as grandes beneficiárias da zona €uro, ao terem uma moeda muito mais fraca do que o que deviam ter, e ao manterem excessivos superávits no saldo externo, algo que vai contra as regras Europeias do MIP, mas como a “Alemanha é a Alemanha”, ninguém os ameaça com sanções…

            De facto os mais fortes são quem manda. Sempre assim foi. Mas havia negociação, diplomania e soberania! Hoje, a UE, não passa de uma forma de sistematizar e cristalizar essa hegemonia de uns poucos mais fortes sobre os mais fracos, completamente contra os princípios da fundação da CEE, e que nos faz caminhar a passos largos para a implosão de um outrora projeto de progresso social e económico, mas acima de tudo de paz. Pergunte aos Ucranianos se as manobras da Alemanha de continuar a expandir a sua influência os deixaram melhor… pergunte se lhes preocupam as agências de rating, agora que chovem balas e passam tanques à porta…

      • Manuel Azevedo

        sem comentários…

        • Ignorante

          Bonito já era, com ou sem eles…

      • Henrique Costa

        És um propagandista muito mentiroso! Em 2015 a dívida diminui! E teria diminuído mais se o Costa não tivesse cancelado os pagamentos agendados ao FMI! Isto de andar sempre a relatar falsas notícias é que deveria dar pena de prisão!

        • oleg

          a esquerda vive na mentira e governa pelo boato

          • oleg

            e financia-se pelo roubo

        • ANONIMO

          Dívida líquida de depósitos, segundo o Banco de Portugal:
          2014 = 208.195 mM€
          2015 = 218.333 mM€ (+ 10.138 mM€)
          2016 = 223.722 mM€ (+ 5.389 mM€, metade (!) de 2015) -> até Novembro

          Depósitos das Administrações Públicas, segundo o Banco de Portugal:
          2014 = 17.572 mM€
          2015 = 13.251 mM€ -> tudo para simular a “descida” da dívida (bruta) de 130.6% para 129.0% do PIB…
          2016 = 18.078 mM€ -> boa parte do endividamento de 2016 foi para recuperar o desperdício de depósitos em 2015

          Felizmente há democracia e liberdade de expressão para todos.
          Infelizmente isso resulta em comentários de ignorantes e/ou vigaristas como tu…

          • ANONIMO

            Se precisares de mais explicações, é só voltares a pedir, ou ires diretamente aos sites do Banco de Portugal, INE ou IGCP, pois lá encontras os FACTOS dos quais me limitei a fazer “copy & paste”.

            Felizmente temos democracia e liberdade de expressão para todos e ninguém é preso por dizer o que lhe apetece.

            Infelizmente isso resulta em comentários de ignorantes e/ou vigaristas como tu, que ora sofrem de “ignorancite aguda” ou de “partidarite crónica”, ou de ambas as maleitas em simultâneo…

            O que vale é que eu estou sempre pronto para vos administrar o medicamento “FACTOSium” na forma de supositório! AHAHAHAH

          • Henrique Costa

            Oh esquerdalha, no sítio do BdP só tem dados da dívida pública até 2015!!! És mesmo um canalha mentiroso!!!

          • ANONIMO

            Insulta e mostra a tua ignorância as vezes que quiseres. Eu aqui estarei a repor a verdade, doa a quem doer, esquerda, direita, cima ou baixo.

            O documento em causa tem valores da dívida até Novembro de 2016 e está aqui:
            Boletim Estatístico – janeiro de 2017

    • Joao Pedro Moreira

      pena é que são as instituições “caridosas” europeias e mundiais às quais pagamos taxas de juro mais elevadas.
      A ajuda a países é uma hipocrisia, e nunca sairemos, enquanto as taxas de juro não permitirem relançar a economia.
      Mas que os empreendedores que se cheguem à frente e não esqueçamos que estmaos sobretudo a pagar os buracos dos bancos 16 mil milhões a vem mais … e também os vendemos por ninharias para os investidores….

  • Atento II

    Não há dúvida de que este governo é o maior; 4,227% agora e 2,875% há um ano atrás.
    É sempre a subir até ao alto do penhasco!
    Quando houver a queda, é morte certa…

  • MANUEL GAZUA SOLICITADOR

    Isto é o Diabo.

    • escaravelho

      São os reis magos, que vinham em janeiro; o 4, o 2 e o 3,

  • Mário Silva

    Portugal paga 4,23% para emitir ‘bundas’

    • Paulo

      Por causa das desbundas essencialmente socialistas.

      • Mário Silva

        Jobem ,,,,,,,,,,,,, deste o feriadodi mierda em Abril …

  • Paulo

    Esta é mesmo muito má fase.

  • Paulo

    OH diabo, está a subir. Num país sério tínhamos os políticos reunidos com o PR a preparar o pedido de um novo resgate, porque essa é a melhor solução para o povo.

  • Monhé

    A parede esta cada vez mais perto e estes vacas voadoras aceleram, quem vai pagar isso dos 4,23% sou eu e mais alguns, mas que é isto? Brincámos?

    • oscar

      Não me parece, ao que me consta vive na mercearia e não paga impostos nem habitação.

  • af

    Alegremente anestesiados, extasiados ou burricados, caminhamos novamente para o abismo que já conhecemos, mas nada nos preocupa. Está tudo bem.

    • oscar

      Caro Lúcido:
      A rima que me ocorre ainda que adequada seria consonante.

  • escaravelho

    Logo a méia vai subir e já não fica tão abaixo. Numa média, há sempre valores abaixo e acima da média.

  • escaravelho

    Muito bom, porque jão juros inferiores a juros mais elevados.

    • AntiLib (Ex. Eu)

      LoL

  • jr moura

    Têm que parar com essa pouca vergonha e por gente capaz .

    • oscar

      Eu também acho, o cabaré da coxa anda uma desgraça!

  • Viva a falência total!

    Em Massamá há um kab-e-rão a rezar para que subam mais. A desgraça do País é a felicidade dele, do kab-e-rão.

  • Eu mesmo

    É o xuxalismo do derrotado oportunista Bosta, estúpidos!
    Enquanto isso o porco anda pela india e “no pasa nada”…

    • oscar

      Mas temos-te para o desfastio. Labregas e a gente gosta.

  • Dezuito!

    O pior está para vir. O país está na ruína mas comporta-se como se fosse rico. A frequencia dos spots publicitários de automóveis mercedes, audis, bmw e volvo nas TVs vao de encontro ao mercado nacional onde estas marcas ocupam os lugares cimeiros das vendas induzindo que existe um crescente potencial mercado comprador. E pelo que é dado ver a mercedes por cá tem uma quota de mercado de 7,5% onde estes carros tem preços muito superiores aos da Alemanha, país donde sao produzidos, e onde tem um quota de 9%, ocupando o 1º lugar no ranking europeu e assim Portugal surge em 2º. Nada mau para um país que saiu de uma bancarrota e por estes andar os alemaes devem julgar que por cá os portugueses tem um nível de vida bastante elevado e onde o dinheiro nao falta.

  • Manuel Azevedo

    Quem diria que o diabo não veio em 2016 ..mas chegou em 2017…
    Com donald triumph nos EUA… e muito provalmente marie le pen em França isto é que vai ser bonito…e se extrema direita ganha na Alemanha la fomos nós…estamos fora do euro.

    • AntiLib (Ex. Eu)

      A Le Pen não ganha em França (será a eterna 2ª mais votada) e muito menos a extrema-direita alemã

    • pjcm

      já chegou o diabo? onde está o gajo? aí na tua cabeça?

  • Ignorante

    O facto é que a dívida continua a subir a bom ritmo e o valor dos juros que os portugueses pagam com os seus impostos não pára de aumentar.

    O resto são apenas argumentos e desculpas …

  • Manuel Azevedo

    Governa-se para o presente e deita-se a areia para debaixo do tapete e os que vierem que resolvem este sempre foi lema destes políticos deste país.
    E o zé Povinho é que paga!

  • António Almeida

    Já cheira a enxofre.

  • QuartaClasse

    http://portocanal.sapo.pt/programa/114

    Atenção aos quadros apresentados a partir do minuto 39.
    Os juros a 10 anos saltaram para um patamar mais alto logo após a tomada de posse do Costa e têm vindo gradualmente a subir.
    Por muito que pretendam ignorar, este governo gera desconfiança.

    • oscar

      A quarta classe é manifestamente habilitação insuficiente.
      É o sistema financeiro estúpido.

      Estúpido o sistema financeiro, bem entendido, vosselência é só pouco habilitado.

  • Cipião Numantino da Boina,

    Nada como ver os peritos do nada, a discutir os juros da divida Portuguesa. Coitados imagino como devem de estar frustrados, eles que em 26 de Novembro de 2015, afiançavam a pés juntos que em Março o governo já tinha levado o país para a manta-rota, afinal mais de um ano depois o governo tem crédito numa altura tão conturbada da politica mundial. Mas como de politica não percebem nada, resta-lhes irem fazendo as suas profecias e bruxedos. Ao que chegaram.

  • oscar

    O euro é fantástico, morra o euro!

    Não tens a ferramenta monetária , não emites moeda, o Estado precisa de dinheiro endivida-se ao exterior e remunera os capitais obtidos a juros negativos de alemães e seus vizinhos. Bom negócio, eu também quero!

  • Jorge Marques de Tocqueville

    “3. Emissão de Obrigações do Tesouro (OT)
    Um montante entre os EUR 14 a 16 mil milhões será obtido via emissão bruta de OT, combinando
    sindicatos e leilões, assegurando emissões mensais.
    Os leilões de OT terão a participação dos Operadores Especializados de Valores do Tesouro (OEVT) e
    Operadores de Mercado Primário (OMP) e serão realizados à 2ª, 4ª e 5ª quartas-feiras de cada mês. O
    montante indicativo e as linhas de OT a reabrir serão anunciados ao mercado até 3 dias úteis antes do
    leilão.”
    in IGCP, NOTA INFORMATIVA, Programa de Financiamento da República Portuguesa para 2017

    Sou optimista e vamos supor que tudo corre pelo melhor, se assim for os próximos 12 mil milhões a colocar em OT’s este ano não pagarão mais que ~4,2% e assim o preço do Socialismo vai em ~1.35%, o que dará a módica quantia de 202 milhões de Euros ao ano. São só 200 milhões?! Venha de lá Socialismo, são 2.020 milhões de Euros que pagamos a mais só porque queremos pão e circo (oops! digo reverter a austeridade?!). Convenhamos que mais valia não reduzir encargos nas PPPs e manter o juro de há um ano… Convenhamos que falamos de milhões e poucos terão a noção mas eu traduzo:
    – o que estamos a pagar a mais em juros dava para pagar 20.000 empregos/ordenados pouco mais que mínimos, todos os anos e durante 10 anos!!!
    Afinal aqueles que dizem que a dívida não é sustentável não constatavam factos, apenas faziam prognósticos…

    Agora basta recordar que acima fui optimista e acreditei (já passou!) que os juros vão parar de subir, esqueci que o BCE vai retirar estímulos, esqueci que a DBRS ameaça retirar-nos o rating que permite ao BCE comprar a nossa dívida, esqueci que em Maio será inevitável desmascarar as falcatruas da execução orçamental de 2016… Enfim, em nome de um cidadão que constata que nada disto é inesperado congratulo os tolos e fingidores que ainda arranjam desculpas para este estado de coisas e como se isso nos tirasse o custo de cima…

    É o socialismo estúpido(s)!

    • Cipião Numantino da Boina,

      Estás aflito, que as tuas profecias da desgraça não se confirmem, da mesma forma que não se confirmaram em 2016.
      O chifrudo já foi não volta mais, ainda por cima amputado do seu fiel escudeiro, só ficou a cheiro a enxofre que vais deixando.
      Alma penada.

    • filipeconomista

      janeiro de 2017 >>>> taxa 4,2%
      fevereiro de 2015 >>> taxa de 2%

      Diferença de ~ 2,2% nas emissões de dívida a 10 anos!

      • Jorge Marques de Tocqueville

        Usei por aproximação a taxa de cupão de Jan/2016 que é a mais recente comparável, desconheço a emissão de Fevereiro de 2015 ( não foi de OT’s a 10 anos).

  • filipeconomista

    janeiro de 2017 >>>> taxa 4,2%
    fevereiro de 2015 >>> taxa de 2%

    Efeito…. Quem paga? Nois! :-(

    • Cipião Numantino da Boina,

      Olha o economista chefe do pafioso de Massamá.
      Ficou parado no tempo 2015?
      Não adianta adormeceu.

      • filipeconomista

        ohhh Einstein, foi a última emissão a 10 anos. Foi no mesmo ano em que Costa subiu a PM!

        • Cipião Numantino da Boina,

          Bem digo que o homem adormeceu, nem deu pela emissão a 10 anos em 2016.
          Chiu não façam barulho não vá o homem acordar para o mundo de 2017 em que o pafioso de Massamá, já não conta para nada.
          Nem sequer para uma comparação.

          • filipeconomista

            Qual foi mesmo a taxa da emissão de dívida a 10 anos?

            2015 (PSD+CDS) >> 2%
            …..
            2016 (PS+BE+PCP) >> 3% (+1%)
            2017 (PS+BE+PCP) >> 4,2% (+2,2%)

            A caminho do abismo…

          • Cipião Numantino da Boina,

            A sério?
            Já há mais de um ano que andas a dizer a mesma coisa o tempo passa.
            E mais uma vez te digo o pafioso de Massamá já não está cá.
            ” ohhh Einstein, foi a última emissão a 10 anos.” Afinal não foi.
            Barrigada de riso.

          • filipeconomista

            do anterior governo…

            Certo é que estamos alegremente a caminho do ABISMO! Se não o preocupa a si preocupa-me a mim!

            Eu estou preocupado!

          • Cipião Numantino da Boina,

            Só agora é que te preocupaste?
            Então quando resolveram vender o país a saldo, por onde andavas?
            Por onde andavas quando da saída limpa, e da solidez financeira da nossa banca?
            Alguma vez te preocupaste quando a oligarquia cleptocrata, tomou conta do país em 1983?
            Por onde andavas quando em 2011 resolveram pedir 78 mil milhões de euros para reestruturar a dívida?
            Acorda economista, que de politica não vês um boi à frente dos olhos.
            E mais grave, és um dos culpados do estado a que chegou este país, tu e muitos como tu que por ai vão escrevendo tonterias, são cúmplices da actuação criminosa desses traidores do país, que delapidaram o mesmo a seu belo prazer.
            Só uma coisa me intriga qual o uso que dão à vossa cabeça?

          • filipeconomista

            Sempre me preocupei. E o estado não deve ter empresas.

            Você é que não se importa.

          • Cipião Numantino da Boina,

            A sério, comes tudo o que te dão.
            Sem sequer olhar, foi a manta-rota.

          • filipeconomista

            Nota-se! Olho para o meu bolso cada vez mais vazio.

          • pjcm

            Explica lá o teu bolso mais vazio SFF. Ou queres que alguém acredite em ti pelo simples facto de o afirmares? LOLOLOLOLOL

          • filipeconomista

            O meu ordenado manteve-se e os custos têm aumentado significativamente

            Gasóleo, gasolina, etc…

          • pjcm

            mentira e mentira e mentira aumentado significativamente?
            1º os combustíveis não estão mais caros do que no governo do rapazola do pin e se for são peanuts. Quem não consegue anda a pé, já andava antes não?
            2º então ganhas mal, muito mal porque não viste reduzir a sobretaxa de IRS (já estavas Isento), não tens filhos em que os livros são mais baratos, e até nem recebes abono de família , etc. Além disso não te repuseram salário? SMN aumentou? reintrodução da cláusula de salvaguarda do IMI?
            3º Reformado ou pensionista? Mais benefícios agora e reposição de rendimentos. CHEGA?

          • filipeconomista

            A devolução da sobretaxa no valor de 100 euros não chega para o aumento do gasóleo!

            Percebe?!

            Você deve ser reformado ou FP’s que recebe mensalmente mais de 1500 mês!

            Esses sim! Estão satisfeitos…

          • pjcm

            http://www.maisgasolina.com/estatisticas-dos-combustiveis/
            Média Anual dos Preços dos Combustíveis em Portugal Continental

            GASÓLEO GASOLINA
            2010 1.166 1.394
            2011 1.406 1.575
            2012 1.485 1.674
            2013 1.424 1.621
            2014 1.365 1.576
            2015 1.233 1.465
            2016 1.191 1.442
            2017 12 Jan 1.394 1.459
            Gasóleo preço ao nível de 2014 ano em que foram roubados rendimentos aos portugueses.
            Gasolina mais baixo que a média de 2015 do desgoverno do rapazola do pin.
            Estão elevados sim concordo! quem anda +- 1000 kms /mês custa mais 15€ mais coisa menos coisa.

          • filipeconomista

            Já viu. E com o barril de petroleo a metade do preço… Mas tudo tem aumentado! Tudo! e os impostos e taxas não param de aumentar e a aparecer.

          • Cipião Numantino da Boina,

            É natural desde Novembro de 2015 que os pafiosos deixaram de pagar aos avençados, ficaram sem o saco azul do governo.

          • filipeconomista

            Você só vê partidos. Eu o meu bolso.

            Percebe-se…

          • Cipião Numantino da Boina,

            Então não se percebe, acabas de confirmar.
            Vai lá procurar um emprego estável e com futuro.

          • filipeconomista

            ;-)

            Nota-se quem ganha com a desgraça do povo português

          • Cipião Numantino da Boina,

            A oligarquia cleptocrata que se instalou em 1983 e se apropriou do governo.
            Foi quem ganhou, mas perdeu felizmente no dia 26/11/2015.
            Por esse motivo vês tanta gente por ai aos berros.

          • filipeconomista

            Nota-se…

            Este governo pôs TODOS os portugueses a pagar a resolução do BANIF quando se o tivesse resolvido 1 mês depois a fatura seria insignificante!

            Pôs os portugueses a pagar aos lesados das empresas da familia de Ricardo Salgado (espírito Santo) . Vergonha

            Tem aumentados os impostos e taxinhas a TODOS para distribuir pelos reformados e fp’s que ganham mais de 1500 euros mês

            Pagamos mais de 1% na última emissão de dívida relativamente à anterior.

            Estamos no abismo mas contentes

          • pjcm

            Burro!

          • filipeconomista

            Educafo

    • pjcm

      estúpido 2015 foi o bce! Vai ver os juros dos últimos 5 anos por exemplo e depois zurra aziado! não és honesto!

      • filipeconomista

        Hoje também há bce

        • pjcm

          e Trump e menos BCE e menos comércio mundial. Pelo menos este governo cumpriu todos os indicadores necessários à UE. O anterior desgoverno do rapazola do pin só fez merda!

          • filipeconomista

            Você é mais spins

          • pjcm

            isso é mais prós teus lados!

        • pjcm

          No último boletim do IGCP, temos todas as emissões deste tipo (OT) a 10 ou 11 anos:
          OT 4.35% 16 Out 2007/2017 – 6.6 mM€
          OT 4.45% 15 Jun 2008/2018 – 8.2 mM€
          OT 4.75% 14 Jun 2009/2019 – 10.1 mM€
          OT 4.8% 15 Jun 2010/2020 – 10.7 mM€
          OT 5.65% 15 Fev 2013/2024 – 12.1 mM€
          OT 2.875% 15 Out 2015/2025 – 11.9 mM€ -> com pleno Q.Easing
          OT 2.875% 21 Jul 2016/2026 – 7.3 mM€ -> com pleno Q.Easing
          E também a 15 ou 16 anos:
          OT 3.85% 15 Abr 2005/2021 – 13.6 mM€
          OT 4.95% 25 Out 2008/2023 – 8.6 mM€
          OT 3.875% 15 Fev 2014/2030 – 4.9mM€
          E a 30 ou 31 anos:
          OT 4.1% 15 Abr 2006/2037 – 8.6 mM€
          OT 4.1% 15 Feb 2015/2045 – 3.0 mM€

          • filipeconomista

            Hoje também há BCE..

            Essa é que é essa. E em 2 anos aumentou de 2% para mais se 4.2%

  • Eleutério Viegas

    Here we go again… Há cada gente mais burra!!!! 5 anos depois já esqueceram… Em breve vão recordar.

    • Cipião Numantino da Boina,

      Eleutério, ainda andas a rezar a mesma lenga lenga?

      • Eleutério Viegas

        Parolo, mete a viola na peyda e desaparece!!!!…

        • Cipião Numantino da Boina,

          Eis mais um pafioso nato.
          A ordinarice é o emblema que ostentam na lapela.
          Percebeste Eleutério?

          • Eleutério Viegas

            fck you.

          • Cipião Numantino da Boina,

            Para ti também.

  • filipeconomista

    janeiro de 2017 >>>> taxa 4,2%
    fevereiro de 2015 >>> taxa de 2%

    a diferença é só de 2,2% nas emissões de dívida a 10 anos!

  • Arroz

    A ilusão que esta tudo bem vai acabar mais cedo que parece

  • Vasco Mouta

    Calma …. ainda falta para os 7%. Mas o mais importante é andar td a assobiar para o lado e ver na sua conta uns trocos a mais para enganar. Enquanto isso, os juros vao subindo e a culpa é sempre de entidades externas, ate pq o governo esta a fazer um optimo trabalho. Isto sem esquecer o PR, que anda mais a passear que a olhar para cá para dentro. Qd se chegar perto do abismo, toda a gente vai ficar espantada do genero “como é que isto aconteceu .. ninguem previa”.

  • LIBERTADOR

    É O DÁ A POLITICA XUXA DA GERINGONÇA PREMIAR REFORMADOS E FUNCIONARIOS PUBLICOS E CASTIGAR QUE TEABALHA E QUEM TEM COISAS EM NOME PRÓPRIO….COM MAIS IMPOSTOS…..

  • Rui Azevedo

    Ou seja, esta foi a taxa mais alta neste tipo de operação desde Fevereiro de 2014.
    O problema de governos como este que temos é que vão entretendo o pagode com uns aumentos aqui e ali, nunca deixando a malta mais ignorante perceber que tudo isso é amenizado pelos aumentos de impostos, enquanto a situação global do país se vai deteriorando até chegar a um ponto irreversível, momento no qual dirão que a culpa é de factores externos.
    Governo Sócrates versão 2.

  • vitor neves

    A coisa vai bem.. dizem os passageiros da geringonça.
    O que é certo é que a guita não chega, e aumenta-se a dívida.
    Agora são mais 3000 milhões com juros a 4,22% que sei bem
    quem os vai amortizar… os mesmos contribuintes de sempre.
    Agarrem-se bem que a geringonça vai sem travões…

    • pjcm

      No último boletim do IGCP, temos todas as emissões deste tipo (OT) a 10 ou 11 anos:
      OT 4.35% 16 Out 2007/2017 – 6.6 mM€
      OT 4.45% 15 Jun 2008/2018 – 8.2 mM€
      OT 4.75% 14 Jun 2009/2019 – 10.1 mM€
      OT 4.8% 15 Jun 2010/2020 – 10.7 mM€
      OT 5.65% 15 Fev 2013/2024 – 12.1 mM€
      OT 2.875% 15 Out 2015/2025 – 11.9 mM€ -> com pleno Q.Easing
      OT 2.875% 21 Jul 2016/2026 – 7.3 mM€ -> com pleno Q.Easing
      E também a 15 ou 16 anos:
      OT 3.85% 15 Abr 2005/2021 – 13.6 mM€
      OT 4.95% 25 Out 2008/2023 – 8.6 mM€
      OT 3.875% 15 Fev 2014/2030 – 4.9mM€
      E a 30 ou 31 anos:
      OT 4.1% 15 Abr 2006/2037 – 8.6 mM€
      OT 4.1% 15 Feb 2015/2045 – 3.0 mM€

  • Manuel Costa

    Juros a 4,25% é gravíssimo quando Espanha paga menos de 2% e António Costa assubia para o lado. É igualzinho a Sócrates e todos sabemos o que aconteceu a seguir!?…

  • xiiiiiiiiiiiiiiiiii

    BCP = PORTUGAL, FALÊNCIA À VISTA.
    A VAIDADE DOS TUGAS CONTINUA.

  • Carlos Costa

    Com este governo incompetente,o país caminha a passos largos,para nova banca rota!!!!

    • pjcm

      Calma que ainda vais ter muitas mais boas notícias deste governo, durante muito tempo, facto que te vai provocar ainda mais azia!