Portugal apresenta candidatura do Porto a sede da Agência do Medicamento

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, considera que a cidade tem "todas as condições" e "instalações logísticas" capazes de acolher os cerca de 900 funcionários que atualmente trabalham na sede da agência no Reino Unido.

Portugal vai apresentar esta segunda-feira a candidatura da cidade do Porto a sede da Agência Europeia do Medicamento (EMA). A invicta foi considerada a cidade portuguesa que “apresenta melhores condições para acolher a sede daquela instituição”, que deverá ser deslocada para um dos Estados-membros da União Europeia, depois de o Reino Unido oficializar a sua saída do bloco europeu.

De acordo com o ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, a cidade tem “instalações logísticas” capazes de acolher os cerca de 900 funcionários que atualmente trabalham na sede da agência em Londres. O Conselho de Ministros terá sinalizado “um edifício na praça D. João I”, que apresenta “condições técnicas muito adequadas”, como uma das possíveis localizações para a EMA.

Lisboa era a única candidata nacional, mas o processo acabou por ser reaberto para integrar a cidade do Porto. A decisão final deve ser conhecida em outubro ou novembro, depois de particamente todos os estados-membros terem avançado com uma candidatura a sede da agência do medicamento.




Mais notícias
PUB
PUB
PUB